A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

16/09/2015 10:19

Com reforço do Garras, polícia aperta o cerco a matadores de Oscar Goldoni

Equipes do grupo de elite da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul estão desde ontem em Ponta Porã, auxiliando policiais locais nas investigações sobre assassinato de ex-prefeito

Helio de Freitas, de Dourados

A polícia está apertando o cerco aos pistoleiros que mataram ontem o ex-deputado e ex-prefeito de Ponta Porã, Oscar Goldoni, 66. Equipes do Garras (Delegacia Especializada na Repressão de Roubo a Banco, Assalto e Sequestro), grupo de elite da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, estão desde ontem na cidade de fronteira auxiliando os policiais locais nas investigações.

Veja Mais
Corpo de ex-prefeito será sepultado às 16h e polícia pode ter “novidades”
Governo decreta luto de três dias pela morte do ex-deputado Oscar Goldoni

Ao Campo Grande News, o titular da 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã, Jarley Inácio de Souza, disse que as equipes do Garras chegaram ontem à cidade. Segundo ele, as investigações tiveram avanços, mas não pode, por enquanto, revelar detalhes.

“Já levantamos bastante informação, mas estamos apurando e não temos nada que possa ser divulgado ainda”, declarou o delegado, que comanda as investigações junto com o delegado Patrick Linares da Costa.

Oscar Goldoni foi morto a tiros de fuzil por dois homens que estavam em uma caminhonete escura, por volta de 11h40 de ontem, ao lado da agência do Detran em Ponta Porã, na Rua Vicente de Azambuja, no bairro São Domingos.

O ex-prefeito chegou a reagir ao atentado. Armado com uma pistola calibre 9 milímetros, ele disparou dez tiros na direção dos pistoleiros, mas foi atingido por uma rajada de fuzil automático e morreu na porta de sua caminhonete Hilux.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions