A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

05/02/2014 17:31

Com R$ 55 mi, 85% da população de Dourados terá esgoto em 2014

Zana Zaidan
Obra no bairro Jequitibá; rede de esgoto vai beneficiar 17 mil famílias da periferia de Dourados (Foto: Divulgação)Obra no bairro Jequitibá; rede de esgoto vai beneficiar 17 mil famílias da periferia de Dourados (Foto: Divulgação)

A Sanesul (da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) vai investir R$ 55 milhões em 2014 para ampliar a cobertura do sistema de esgotamento sanitário em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande. Até o final do ano, a concessionária vai ligar 85% da população à rede de esgoto. Em 2006, menos de 20% tinham acesso à coleta e tratamento.

Veja Mais
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais
Reinaldo chega a Dourados para lançamento e entregas de obras

Neste momento, a Sanesul realiza a ampliação do sistema com recursos do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), e vai atender aproximadamente 17 mil famílias da periferia da cidade que aguardavam a chegada do benefício.

Os primeiros bairros são o Laranja Doce e o Jequitibás. Moradora do bairro Laranja Doce há 13 anos, a dona de casa Nilza Lima Ortega, antes da chegada do esgoto pensava até em vender a casa, porque acreditava que a região estava esquecida. “Minha família não queria mais morar aqui. Agora estamos vendo que o progresso está chegando e nós vamos continuar no bairro e até reformar a casa”.

Para comerciante do bairro Jequitibás, João Eduardo Fratta, Dourados está evoluindo muito e fossa é coisa do passado. “Antigamente ter esgoto significava luxo, hoje não: é uma questão de necessidade. Quando eu vi a rede sendo implantada na minha rua, logo já pedi a interligação da minha casa”.

Com a expectativa da valorização do imóvel e qualidade de vida, a dona de casa Cleide Brandão Cardoso comemorou quando viu a implantação da rede de esgoto no seu bairro. “Fiquei muito feliz, porque ouvimos na TV que o saneamento é importante para nossa saúde e a Sanesul está fazendo um bom trabalho aqui em Dourados, trazendo esse benefício”.

Já a professora Renata Farias Ronquigalho, que tem um filho e mora no bairro Jequitibás há cinco anos, declarou que a obra de esgotamento sanitário causa transtornos, mas é benefício para a vida toda. “A Sanesul está de parabéns pelo trabalho, aqui no bairro na medida em que eles realizam as interligações deixam tudo organizado. Como vocês podem ver, a calçada já está sendo refeita e vai ficar como antes”.

Investimentos - Somente nesta obra, estão sendo investidos no sistema de esgotamento sanitário em Dourados R$ 54,9 milhões, sendo R$ 7,5 milhões da Sanesul, destinados à construção da estação de tratamento de esgoto ETE Ipê, que terá capacidade de tratar 110 litros por segundo. Esse pacote também é composto por desarenador, Ralf (2 unidades), caixas divisoras de fluxo (4 unidades), filtro biológico (2 unidades), decantador secundário (2 unidades), estação elevatória de lodo excedente e recirculação, caixa de areia, leito de secagem de lodo (16 células), laboratório, tubulações do processo e urbanização da área.

Além da implantação de 9.310 metros de interceptores, 922 metros de emissário, seis estações elevatórias, 17.040 metros de linha de recalque, execução de 309.200 metros de rede coletora e de 16.977 ligações domiciliares de esgoto. Também está incluída a construção de um viveiro de mudas, composto de área administrativa, estufa, área de condução de mudas, sementeiras e composteira, expedição de saquinhos, reservatório e rede de distribuição de água.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions