A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

20/10/2015 13:06

Comerciantes fazem acordo para evitar baderna em avenida durante evento de motos

Caroline Maldonado
Motociclistas lotam avenida todos os anos (Foto: Jornal da Nova)Motociclistas lotam avenida todos os anos (Foto: Jornal da Nova)

Para evitar transtornos aos comerciantes e população do Centro de Ponta Porã, como ocorreu ano passado, a Avenida Brasil terá o comércio liberado nos dias do 13ª edição do Motorcycle, evento internacional, que ocorrerá de 13 a 15 de novembro.

Veja Mais
Motociclista que se feriu em evento de motos morre na Santa Casa
Campo Grande sedia hoje “Festa dos Campeões” do Motociclismo

O evento, que ocorre no Parque de Exposições, gera aglomeração na avenida, que foi bloqueada a partir das 17h e teve o comércio proibido, em 2014, da Avenida Presidente Vargas até a Duque de Caxias. Na semana passada, a Associação Comercial e Empresarial do município mediou acordo para definição do funcionamento das lojas, bares, lanchonetes e restaurantes.

Um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), assinado por 26 comerciantes, determina que os estabelecimentos fiquem abertos, porém até as 00h nos dias do evento. A multa será de R$ 10.000 para quem descumprir isso e o local correrá também o risco de ser fechado.

Além disso, os lojistas têm outras obrigações, segundo o presidente da associação, Eduardo Gauna. “Os comerciantes têm suas responsabilidades, uma delas é avisar sempre a polícia ou Ministério Público se tiver bagunça na avenida”, comentou.

Segundo Eduardo, em novembro do ano o fechamento do comércio na avenida, a partir das 17h, gerou prejuízo aos lojistas, que tiveram queda de 80% nas vendas e ainda transtornos em função do comportamento dos integrantes do evento. “Em anos anteriores, amanhecia tudo sujo e as pessoas faziam de tudo na rua, desde sexo a uso de drogas”, lembrou.

A proposta de liberar a avenida para o comércio foi feita pelos promotores de Justiça Gisleine Dal Bó e Gabriel da Costa Rodrigues Alves. Conforme os promotores, a polícia vai coibir a comercialização ilegal de bebidas e a Prefeitura de Ponta Porã se comprometeu a fiscalizar os estabelecimentos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions