A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/08/2014 09:54

Comerciantes fecham as portas e fazem protesto por mais segurança

Viviane Oliveira
Por mais segurança, cerca de 300 pessoas interditaram a avenida Brasil. (Foto: Edmondo Tazza)Por mais segurança, cerca de 300 pessoas interditaram a avenida Brasil. (Foto: Edmondo Tazza)

Cerca de 300 pessoas, entre comerciantes, moradores e taxistas protestam na manhã de hoje (15), na avenida Brasil, em Ponta Porã, distante 323 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. Com 70% do comércio fechado, segundo a estimativa da ACEPP (Associação Comercial e Empresarial), o protesto é por segurança e acontece enquanto representantes da cidade se reúnem, em Campo Grande, com o secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini. O comércio fechou às 8h30 e só vai abrir às 10h.

Veja Mais
Comércio convoca lojistas a fechar as portas sexta-feira em protesto à violência
Homem é preso com maconha escondida em banco de carro na MS-134

A avenida, entre a rua Tiradentes e a 7 de Setembro, em frente a Associação Comercial, está interditada pelos manifestantes que, juntos, esperam que alguma coisa seja feita para amenizar a onda de criminalidade na cidade. Na maioria das lojas há um cartaz dizendo: “Fechado por mais segurança”.

Para a ACEPP, fechar as portas será uma ação de apoio à sociedade civil organizada do município fronteiriço, além de um ato de protesto contra casos recorrentes de violência na cidade.

O presidente da ACEPP, Eduardo Gauna, que está na Capital reúnido com o secretário, reclama da falta de policiais e o elevado número de assaltos na área central. Segundo ele, há comerciantes que já foram assaltados quatro vezes na mesma semana. A situação piorou com o afastamento dos homens da Força Nacional, que se concentraram nas ações relacionadas a Copa do Mundo e ao encontro dos Brics (Brasil, Rússia, Índia e China), realizado nos dias 15 e 16 de julho, em Fortaleza.

O problema na região já foi alvo de manifestões tanto do secretário Wantuir Jacini quanto do governador André Puccinelli, que anunciou em sua página do Facebook a realização de operações na região para coibir a violência.  

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions