A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

19/07/2013 12:45

Condenado por corrupção traficante que ofereceu propina a policiais de Paranhos

Nadyenka Castro

Um traficante que ofereceu propina a policiais para não ser investigado, foi condenado pelo crime de corrupção. Conforme decisão do juiz César de Souza Lima, da Vara Única da Comarca de Sete Quedas, o criminoso terá que prestar serviços à comunidade por 8 horas semanais durante dois anos, em atividade conforme as aptidões dele e também terá que pagar R$ 2 mil, em 24 parcelas, que serão destinados a entidade assistencial.

Veja Mais
Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários
Homem tem carro roubado por assaltantes armados na MS- 289

O traficante foi abordado pela Polícia em dezembro de 2010. Com ele foram encontrados R$ 9.650,00. Os policiais suspeitaram da origem ilícita do dinheiro e o levaram para a delegacia de Polícia Civil de Paranhos.

Na delegacia, o criminoso disse que o dinheiro era proveniente de uma casa vendida por R$ 17 mil. Com o montante comprou dois terrenos por R$ 10 mil e pretendia comprar um veículo em Minas Gerais, de um vendedor que conheceu pelo MSN, mas que não conseguiu fazer o negócio porque não tinha documentos, os quais foram furtados na cidade de Paranaíba.

Ao ser novamente interrogado, o acusado pediu para conversar com o delegado para "fazer algo que fosse bom para todos", como consta nos autos. Ele então ofereceu R$ 4 mil aos servidores, sendo R$ 2 mil para o delegado e R$ 1 mil para cada um dos outros dois policiais.

Após a proposta, o acusado confessou que o dinheiro era proveniente de uma entrega de haxixe que fez no município de Teófilo Otoni, Minas Gerais, e que, se os policiais aceitassem a propina, teria condições de arrumar mais dinheiro. Os servidores não aceitaram e o traficante foi autuado por corrupção ativa, sendo condenado.

“Pelos depoimentos e confissão do acusado resta demonstrado que o réu praticou o crime de corrupção ativa, ou seja, ofereceu aos policiais e ao delegado de polícia vantagem indevida com o intuito de não ser investigado e preso, portanto, omitir ato de ofício”, salientou o magistrado.

Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários
Dois homens armados invadiram uma madeireira e roubaram R$ 15 mil por volta das 15h30 de ontem (9) no Distrito Industrial de Dourados - distante 233 ...
Homem tem carro roubado por assaltantes armados na MS- 289
Assaltantes armados renderam o condutor de um veículo modelo Vectra e roubaram o carro por volta das 23h desta sexta-feira (9) na MS-289, em Amambai ...
Pedestre é atropelado na calçada por veículo que disputava racha
Homem de 26 anos sofreu fratura no crânio e várias escoriações após ser atropelado quando transitava por volta das 3h30 de hoje (10) por uma calçada ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions