A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

07/07/2011 17:52

Confusão leva para cadeia marido que enterrou esposa em igreja e assassino de PM

Vanda Escalante

Um dos presos fugiu depois de matar a esposa e enterrar o corpo no fundo de uma igreja, outro tinha passagens por porte ilegal de arma e o terceiro está envolvido na morte de um policial.

Policiais militares do serviço de inteligência do 9° BPM prenderam três homens durante operação feita no assentamento Roda Viva, em Bandeirantes, na quarta-feira (06). Os policiais haviam sido informados que alguns foragidos da justiça estavam residindo no local e ameaçavam os moradores em problemas relacionados à eleição do novo líder do local.

O primeiro detido estava com mandado de prisão em aberto por ter matado a esposa e enterrado nos fundos de uma Igreja Evangélica Batista Pentecostal, no bairro Nova Lima, em Campo Grande, local onde residia como caseiro. O crime aconteceu em novembro de 2007.

Ele estava escondido no assentamento e vinha fazendo várias ameaças, pois é sobrinho do atual líder do assentamento e não concorda com as novas eleições. Em poder dele foi apreendida uma espingarda calibre 36.

O comparsa dele nas ameaças também foi preso. Ele estava com mandado de prisão em aberto por várias passagens de porte ilegal de arma.

O último a ser preso foi um homem envolvido na morte de um Policial Militar da Cigcoe em um bar no assentamento Eldorado, em Sidrolândia, no ano passado.

No momento da abordagem feita pela equipe do Serviço de Inteligência do 9°BPM, o homem se encontrava de posse de um revólver calibre 38 municiado e 12 munições sobressalentes. Ele tentou subornar a guarnição, oferecendo a arma e a quantia de R$ 5 mil em troca da liberdade. Ele recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e corrupção ativa.

Os homicídios - Valdiney Ribeiro de Oliveira, 49 anos, é acusado de ter matado a esposa Vanessa Casado Arruda, 19 anos, a golpes de faca e de ter enterrado o corpo nos fundo de uma igreja onde trabalhavam de caseiros. O corpo foi encontrado no dia 18 de novembro de 2007, no bairro Nova Lima, em Campo Grande.

Segundo apurou a polícia na época, Valdiney teria matado a esposa no feriado do dia 15 de novembro e enterrado o corpo no mesmo dia, quando teria pedido emprestada à vizinha uma enxada, com a desculpa de cavar um buraco para fossa. Dentro da casa foram encontrados um par de sapatos sujos de barro e uma faca com sangue.

De acordo com informações da época, o casal brigava frequentemente, pois Vanessa Arruda queria a separação e o marido não se conformava.

O pastor responsável pela igreja disse à polícia que viu rastros nos fundos da igreja, indicando que alguma coisa fora arrastada pelo chão, e foi ver o que era. Ele começou a cavar, encontrou o corpo e chamou a policia.

O outro preso que era procurado por homicídio é Valdeçon Carilho de Oliveira, de 53 anos. Em março de 2010 ele era proprietário de um bar no assentamento Eldorado, em Sidrolândia, e acabou se envolvendo num tiroteio que resultou na morte do policial militar Genuwilson Teles Gomes, da CIGCOE (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais).

De acordo com Boletim de Ocorrências que foi lavrado pela polícia na época, por volta de 19h30 do dia 27 de março deste ano, Rodrigo da Silva Aristimunha, caseiro de um pesqueiro localizado no Assentamento Eldorado II, foi comprar aguardente para um grupo que estava no local, entre eles, Genuwilson Teles Gomes, cabo da Polícia Militar lotado na CIGCOE de Campo Grande, e Jorge Luiz Cardoso Junior, amigo dele.

Rodrigo foi ao Bar do Gordo e, por causa do troco, se desentendeu com Valdeçon, e ameaçou retornar ao estabelecimento com o pessoal para tomar satisfações. Retornando ao local de trabalho, Rodrigo contou sua versão ao grupo de amigos, que se dirigiu ao bar.

Houve troca de tiros, que resultaram na morte de Jorge Luiz e do filho do comerciante Valdeçon, Cristiano Pereira de Oliveira. Já o cabo Teles, ferido, ficou internado por dias, em estado grave, mas acabou morrendo também.




Mais uma vez vamos "parabenizar" o Serviço de Inteligência do 9°BPM, que vem atuando cada vez mais na nossa sociedade e arriscando suas vidas para melhorar a segurança da população...
 
Claycimara Custodia da Silva em 08/07/2011 12:21:27
como existem coisas ruins nesses assentamentos, não só no MS, mas em todos estados, é traficante, assassinos,foragido e etc... tudo ganhando beneficio do governo, terras, cestas e etc... e continua a pergunta sem solução " como acabar com isso ?", se é que querem né!
 
marcelo martins em 08/07/2011 10:46:02
ta aí, se todos os assentamentos sem-terra forem vistoriados pela policia, muita coisa errada seria encontrada, como esses foragidos, q estao se refugiando nesses acampamentos sem lei, e pondo em risco a vida das pessoas direitas que la vivem!
 
leticia mello em 08/07/2011 09:59:24
Parabens a Policia Militar, trabalho sério realizado por homens sérios.
 
JOÃO DE PAULA CELIDONIO em 08/07/2011 07:39:41
Parabéns à Polícia Militar, menos três bandidos soltos na sociedade.
 
Waleska Espósito em 08/07/2011 02:13:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions