A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

15/01/2014 23:47

Contra dengue, Corumbá vai dobrar valor de multa para “desleixados"

Vinícius Squinelo

Com 31 casos suspeitos de dengue apenas nas duas semanas do ano, a Prefeitura de Corumbá comunicou que vai desencadear diversas ações para combater o avanço da doença e conter o risco de uma epidemia. Uma das medidas será o aumento no valor da multa para quem não cuidar do próprio imóvel.

Veja Mais
Homem é preso com maconha escondida em banco de carro na MS-134
Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira

“No primeiro ano da minha gestão, logo nas primeiras semanas, fizemos uma ação para conter o risco de epidemia de dengue, que era iminente. Infelizmente, um ano depois estamos falando a mesma coisa”, afirmou o prefeito Paulo Duarte, em entrevista ao Diário Corumbaense. “Ano passado, o índice de infestação era de 9,5%, nesse mesmo período e hoje é de 4,6%. Houve avanços por conta dos trabalhos realizados pela Prefeitura e por parte de uma parcela da população que se conscientizou”, completou.

De acordo com o chefe do Executivo corumbaense é preciso que toda a população se conscientize sobre a importância de adotar hábitos preventivos que contribuam com o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença.

Duas medidas estão sendo tomadas pelo Município com o intuito de reduzir os índices de infestação do mosquito e diminuir a proliferação de criadouros do mosquito. Uma delas vai mexer diretamente no bolso do contribuinte.

“Vamos mandar para a Câmara na semana que vem um projeto de lei que aumenta o valor da multa, que hoje é de R$ 250. Devemos no mínimo dobrar o valor”, afirmou o prefeito ao esclarecer que a multa será aplicada para quem mantém imóveis e terrenos sujos e abandonados pela cidade, por exemplo. “Também vamos simplificar o processo de autuação”, antecipou.

Paulo Duarte ainda vai encaminhar ao Ministério Público Estadual uma relação das propriedades, inicialmente do Centro da cidade, que “de forma recorrente servem de depósito de lixo e estão abandonados, servindo para especulação imobiliária. O Ministério Público vai tomar providências”, declarou, ainda conforme o Diário Corumbaense.

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



qdo dói no bolso o povo toma tenência já deveria existir uma Lei para quem tem terreno sem muro e sujo e as residencias que não cuida do seu quintal só assim para acabar com a sujeira, porque brasileiro e desleixado
 
angelica miranda em 16/01/2014 08:19:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions