A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

26/10/2014 10:38

Corpo localizado em aldeia é de ex-presidiário que matou cacique

Viviane Oliveira

O ex-presidiário Carlos Oliveira Freitas, 19 anos, foi encontrado morto com diversos golpes de foice na cabeça na manhã de hoje (26), próximo a Escola Araporã na Reserva Indígena Bororó, em Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande. O corpo foi encontrado na beira da estrada.

Veja Mais
Polícia investiga dois homicídios na região de Dourados; 3º em menos de 24h
Segunda fase do Enem acontece amanhã e domingo; 488 pessoas participam em MS

De acordo com o site Dourados Agora, reconhecido por lideranças indígenas, Carlos saiu há poucos dias da cadeia. Ele cumpria pena por homicídio. Em abril desta ano, Carlos e um adolescente confessaram participação no homicídio do cacique Cesário Oliveira Quinhonha, 62 anos. Na ocasião, o corpo da vítima foi encontrado por moradores em um poço, sob folhagens e uma tampa de concreto, na Aldeia Bororó.

Durante depoimento ao delegado Guilherme Carvalho, o rapaz contou que o crime aconteceu depois de beber em uma casa abandonada perto do local do crime. Carlos alegou que tentou defender a irmã de 16 anos que, segundo consta no boletim de ocorrência, teria sofrido assédio por parte do cacique. Cesário foi golpeado na cabeça e teve um braço decepado. O corpo foi jogado num poço e coberto para despistar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions