A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

03/03/2011 10:26

Corumbá “amanhece” sem chuva após dias de prejuízos

Fabiano Arruda

Condição do tempo favorece trabalhos da Defesa Civil

Chuva causa transtornos desde domingo em Corumbá. (Foto: Diário On Line)Chuva causa transtornos desde domingo em Corumbá. (Foto: Diário On Line)

Após dias seguidos com registro de prejuízos causados pelas chuvas desde domingo, Corumbá “amanheceu” sem chuva nesta quinta-feira, o que dá condições favoráveis para os trabalhos da Defesa Civil.

Segundo o comandante da Defesa, tenente Isaque do Nascimento, o tempo vai facilitar os trabalhos hoje que consistem em percorrer as áreas mais atingidas e diagnosticar famílias que necessitam de auxílio, como medicação, alimentos e até remoção.

Equipes da secretaria de Infra-Estrutura da Prefeitura de Corumbá percorrem bairros afetados, como Nossa Senhora de Fátima, Cristo Redentor e Centro América, para eliminar a água acumulada durante esses dias.

Alguns pontos nessas e outras localidades sofreram com alagamentos.

Outras equipes da pasta de Assistência Social fazem levantamentos para identificar as famílias que precisam de auxílio. Com a chuva, a rapidez deste trabalho ficou comprometida.

Até agora, conforme o tenente, cinco famílias se encaixam neste quadro. Duas delas já foram transferidas para o Centro de Acolhimento, unidade da Prefeitura.

A chuva em Corumbá contabiliza 30 pessoas desalojadas. Elas tiveram que deixar suas residências, que foram tomadas pela água, e foram procurar abrigo na casa de familiares.

Ao todo, estudo da Defesa Civil aponta que cerca de 200 pessoas foram afetadas desde o início das chuvas em Corumbá.

Treze casas estão interditadas no município por conta do risco de deslizamento e devem ser demolidas. As famílias que moravam nestas áreas não poderão mais retornar aos locais e serão alojadas, além de outras, no conjunto Ana Brites, informa Isaque do Nascimento.

O comandante da Defesa Civil em Corumbá revelou ainda que, durante os trabalhos de hoje, é possível que novas áreas de risco sejam identificadas.

A média histórica de chuva na cidade é de 123 milímetros. Só na segunda-feira, quando foi registrado o maior volume, foram 161 milímetros em toda a região de Corumbá e 104 milímetros apenas na região urbana.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions