A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

14/03/2014 14:52

Corumbá investiga mais duas mortes causadas por gripe suína

Edivaldo Bitencourt
Prefeito descartou epidemia e surto da doença no município (Foto: Divulgação)Prefeito descartou epidemia e surto da doença no município (Foto: Divulgação)

Além da primeira morte confirmada, o vírus H1N1, como é conhecido o causador da gripe suína, pode ter matado mais duas pessoas em Corumbá, a 423 quilômetros da Capital. A Prefeitura informou que exames descartaram que a doença tenha causado outras duas mortes.

Veja Mais
Morte por H1N1 é confirmada, mas vacinação não é antecipada em Corumbá
Morte de paciente por H1N1 em Corumbá é confirmada por laboratório

Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, o perfeito Paulo Duarte (PT) confirmou que outros dois casos estão sendo investigados pela Secretaria Municipal de Saúde. A primeira morte por gripe suína no Estado foi confirmado ontem pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

“A Prefeitura, em nenhum momento, escondeu absolutamente nada sobre esse assunto”, ressaltou o prefeito. “Lamentamos profundamente todas essas mortes. Há interesse absoluto da Prefeitura em continuar investigando esses fatos e tudo será devidamente divulgado para a imprensa e toda população corumbaense”, complementou.

Pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz, o médico infectologista Rivaldo Venâncio da Cruz também participou do ato e voltou a negar a existência de uma epidemia de H1N1 ou de pneumonia em Corumbá. “Estou convencido que não há uma epidemia de gripe acontecendo aqui. As causas dessas mortes não têm relação entre elas”, reforçou o especialista, que há quase 20 anos vem acompanhando a Saúde Pública do município.

Seis pessoas já morreram com o mesmo sintoma nos últimos meses na Cidade Branca. Cinco óbitos ocorreram antes do Carnaval.

“É uma irresponsabilidade falar em um surto de H1N1 em Corumbá neste momento”, ratificou o médico Manoel João Oliveira, chefe do Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Santa Casa e responsável pelo atendimento das cinco vítimas.

“Tive contato com todos esses pacientes utilizando pouca proteção. Mesmo assim ninguém da nossa equipe e nem da minha família ficou doente”, relatou.

O presidente da Junta Interventora que administra a Santa Casa, Cristiano Xavier, negou os boatos de que vários médicos da instituição estivessem internados com pneumonia. “Como já havíamos dito no começo da semana, um médico foi internado com pneumonia bacteriana. Ele apresentou os sintomas depois de um dia de pescaria, quando se expôs a muita chuva. Ele foi medicado e está se recuperando em casa”, explicou Cristiano.

Morte por H1N1 é confirmada, mas vacinação não é antecipada em Corumbá
Após confirmar uma morte por Influenza A, a Secretaria de Saúde de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, não deve solicitar a antecipação da ca...
Morte de paciente por H1N1 em Corumbá é confirmada por laboratório
Autoridades da aréa de Saúde de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, confirmaram o resultado positivo do exame de H1N1 realizado em São Paulo,...
Lojas vão estender horário de atendimento durante o mês de dezembro
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
A esposa de um detento de Itaquiraí, distante 410 km de Campo Grande, foi presa na tarde de ontem (7) tentando entregar um pão recheado com maconha p...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions