A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

06/04/2011 10:26

Defensoria pede interdição de cadeia pública de Costa Rica

Angela Kempfer

A defensora pública protocolou ontem ação onde pede a interdição da cadeia pública de Costa Rica, que deve ser julgada em regime de urgência.

Laudos da Vigilância Sanitária atestam péssimas condições para os presos que estão na unidade.

A defensora pública visitou as dependências da cadeia na segunda-feira e verificou que as celas de aproximadamente 20 metros quadrados tem 30 presos, quando o correto seria abrigar apenas 8.

Instalações hidráulicas também estão rompidas e com risco de incêndio, por conta das instalações elétricas precárias. Segundo a defensoria, até esgoto esta vazando no interior de uma das celas.

Um novo prédio com seis celas e capacidade para 36 presos está pronto, mas ainda não foi inaugurado. (Informações do Hora da Notícia)

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...
Marido agride mulher e tenta se enforcar em seguida, mas vai preso
Depois de agredir a esposa, de 45 anos, homem de 26, tentou se enforcar, mas acabou preso, esta noite (10) em Vicentina, a 255 quilômetros de Campo G...



Isso mesmo vamos aceitar quietos, que esses marginais saem nas ruas roubando, e matando e traficando. Enquanto nós cidadões comuns, pagamos impostos e não temos essa mordomia e dirieitos humanos que esses marginais têm. Quem sai em favor do povo para pedir mais saúde, segurança e respeito?
Os presos tem médicos e medicamentos a hr que quiserem, nós temos que ficar na fila pór dias e não tem remédios para nós.
Parabéns pela inversão de valores que temos nese Estado de homens sérios.
 
Kamél El Kadri em 06/04/2011 12:16:57
Parabéns para a Defensora Pública que entrou com a ação. Em primeiro lugar, a prisão é um lugar terrível, mesmo que se garantam o mínimo. Em segundo lugar, para a sociedade, o melhor é recuperar o preso, para que ele não saia pior do que entrou - como acontece hoje. E, para que o preso não volte a delinquir, ele precisa de condições mínimas - e é justamente para essa finalidade, protegendo a sociedade, que a ação foi ingressada.

Digo mais, a Defensoria Pública atua não só na área criminal, mas também nas demais áreas e, entre outras tarefas importantes, tem proposto muitas ações para as pessoas que não tem condições e estão doentes receberem tratamento médico, remédios de alto custo, internações, obrigando o Estado a cumprir com sua obrigação, que é de fornecer saúde para todos. Basta uma consulta ao site do TJMS para verificar essa verdade.
 
Antonio César Bauermeister de Araújo em 06/04/2011 07:27:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions