A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

02/02/2011 20:10

Delegada suspeita que mãe aliciava filha com padrasto em Três Lagoas

Jorge Almoas e Viviane Oliveira

Homem é acusado de abusar e engravidar menina de 13 anos

Um caso de abuso sexual de menores veio à público nesta quarta-feira em Três Lagoas. Um homem de 56 anos, que trabalha como protético, é acusado de abusar e engravidar a enteada de 13 anos. A suspeita da Polícia Civil é que a mãe da garota sabia do caso, mas não denunciou, por receber dinheiro do ex-companheiro.

O caso somente foi descoberto depois que a menina sofreu um aborto. O feto pode ter sido gerado pelo ex-padrasto, mas não é possível confirmar, pois o aborto foi realizado em novembro do ano passado.

A delegada Letícia Mobis Alves, da delegacia da Mulher de Três Lagoas, ouviu algumas testemunhas e mãe da menina de 13 anos e suspeita que a responsável pela menor sabia dos abusos, mas não denunciou por receber, mensalmente, uma quantia em dinheiro do ex-companheiro. Além da garota de 13, a mulher é mãe de outra menina de 8 anos.

“A mãe contou que as meninas sempre dormem na casa do ex-padrasto. A de oito vai menos, mas a de 13 frequentava mais. Como ela recebe todo mês um dinheiro do ex-companheiro, pode ser que a garota era aliciada pela própria mãe”, disse Letícia, que está investigando o caso.

A garota de 13 anos contou que o ex-padrasto a ameaçava para que não contasse sobre a relação dos dois. Quando descobriu que a menina havia engravidado, o homem deu um remédio abortivo para a menor, sem que ela soubesse. Em novembro, ela sofreu um aborto de um feto de quatro meses.

“A menina contou que dormia na mesma cama que o padrasto. Em defesa dele, a mãe relatou que, quando eram casados, isso era habitual e por isso não se opunha”, complementou a delegada.

O protético é de família tradicional de Três Lagoas e negou os abusos. Ela alegou que a menor teria engravidado de um “namoradinho”. No entanto, a menina negou que tivesse tido relação sexual com outra pessoa.

O homem está foragido e o mandado de prisão já foi expedido. Ele vai responder por estupro de vulnerável – por ter sido praticado contra menor de 14 anos – e por aborto sem consentimento da gestante. Como o caso envolve menor de idade, o nome dos envolvidos não foram divulgados.

Com informações da Rádio Caçula

Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia
Mulher de 42 anos foi agredida pelo marido com uma garrafada no sábado (3), após ser vista conversando com as amigas em sua casa em Dourados, distant...
Domingo é de redação no segundo dia de prova do Enem em Paranaíba
Candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande, fazem neste domingo (4) as provas de reda...



è um Absurdo uma canalhisse desse homem, tem punir cadeia nele deixa la pelo menos uns 15 anos pra virar gente ,,,virar ser humano , tem ficar atras grades nada de polpar ele por ser familia tradicional, tem pagar pelo absurdo , e essa mae tambem se comprovar q ela sabia do caso , cadeia nela tbemm pois vender propria filha é um absurdo,,, tenho pena destas crianca q alem de absuda por este monstros ainda sao ameaçadas por eles, isso reflete pra sempre na vida desta adolescente, Justica vamos agir punir mesmo esses monstros sexuais
 
roseli carvalho em 03/02/2011 09:59:15
Isto até pouco tempo era considerado "normal", por muita gente, até hoje muitos acham que é normal manter relações com meninas de menores, que isso não vai dar em nada, enquanto não mudarmos a cultura desses verdeiros "cavalos", vai continuar assim, ainda bem que as crianças de hoje já tem mais noção que certos homosapiens que se consideram humanos.
 
Paulo Sérgio de Lira em 03/02/2011 02:00:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions