A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

12/12/2014 10:25

Disputa por liderança provocou morte de dois indígenas em aldeia

Viviane Oliveira

A disputa por liderança provocou a morte de dois índios Kadiwéu na tarde de ontem (11), na aldeia Alves Barros, localizada na região de Porto Murtinho, distante 431 quilômetros de Campo Grande. O cacique Ademir Matchua, 42 anos, foi atingido a tiros por opositores políticos. No mesmo dia, o indígena Orácio Ferraz, 26 anos, foi morto por vingança. Os dois chegaram a ser socorridos, mas morreram a caminho do hospital. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Bodoquena.

Veja Mais
Dois índios são mortos em tiroteio e outro está desaparecido
Hoje é dia de Imaculada Conceição, padroeira de Dourados e do Paraguai

De acordo com um morador da aldeia, que pediu para não ser identificado, Ademir, estava no cargo há 4 anos e não aceitava perder o posto de cacique. Na semana passada, um pastor da aldeia foi apresentado em reunião para a comunidade e a maioria dos moradores assinou um documento aceitando a nova liderança.

No entanto, a família de Ademir, que segundo relatos do morador é autoritária, não aceitava a mudança e, inclusive planejava a morte de Ambrósio da Silva, um dos lideres indígenas que apoiava a troca de cacique. “Somos todos parentes e não podemos ficar julgando, mas estamos em uma situação difícil”, lamenta o morador.

O indígena relata que após confusão, o pai de Orácio matou Ademir a tiros. Depois de um tempo, quase que em seguida, a família do cacique atirou no jovem por vingança. “Nós estamos com medo de acontecer mais morte na aldeia. Ontem acionamos a polícia, que demorou a chegar. Por pouco mais gente não morreu”, reclama, dizendo que o clima no local é de insegurança.

O delegado vai ouvir os envolvidos, mas apesar da proximidade da aldeia com a cidade de Bodoquena, o caso será encaminhado para Porto Murtinho, município que a comunidade pertence. Ontem a informação era de que Ambrósio havia desaparecido, no entanto, a testemunha afirmou que ele saiu da aldeia por segurança.

Dois índios são mortos em tiroteio e outro está desaparecido
Dois índios foram mortos durante uma confusão que gerou tiroteio na aldeia Alves de Barros, região de Porto Murtinho, município a 431 quilômetros de ...
Jovem de 26 anos morre após fazer aborto em clínica clandestina
Uma jovem de 26 anos morreu depois de fazer um aborto em uma clínica de Porto Murtinho, distante 431 km de Campo Grande na terça-feira (6). A mãe da ...
Segurança reage a assalto, troca tiros com bandidos e é atingido de raspão
Ao reagir durante assalto anunciado por três homens, o segurança Aldair José de Oliveira, 30, ficou ferido ao ser atingido por um tiro. O caso aconte...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions