A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

23/10/2014 08:49

DNA livra da cadeia acusado de estupro reconhecido pela vítima

Aline dos Santos

A Defensoria Pública conseguiu a soltura para um homem acusado injustamente por crime de estupro em Naviraí, a 366 quilômetros da Capital. O rapaz acusado teve a prisão preventiva decretada após a vítima tê-lo reconhecido.

Veja Mais
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
Carreta transportando combustível bate em carro e uma pessoa morre

Ao registrar boletim de ocorrência, a perícia recolheu o sêmen encontrado na vítima e, a partir da prisão do assistido, também foi coletado sêmen dele para submissão do exame de DNA.

O resultado constatou a incompatibilidade entre o material colhido na vítima e o do assistido, provando que o rapaz que estava preso não havia cometido o estupro.

“A partir do DNA ingressamos, imediatamente, com pedido de revogação da prisão preventiva, o que foi acatado pelo magistrado no mesmo dia, colocando o nosso assistido em liberdade. A ação da Defensoria Pública com base num exame pericial foi determinante para a soltura de uma pessoa que estava presa injustamente”, explica o coordenador da 9ª Regional de Naviraí, Vandir Zulato Jorge.




Voces podiam acompanhar esta reportagem até o final do caso e dizer quem vai indenizer o rapaz que ficou preso, se vai ser a familia da vitima ou o estado? Por que ao meu ver cabe uma bela indenização aí, ainda mais pela vitima ter dito que reconhecia o rapaz e deixar ele ir preso sendo inocente, agora tem que ver se foi de fato estupro mesmo, porque agora tudo que foi dito pela vitima caiu agua abaixo.
 
Max em 23/10/2014 14:04:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions