A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

05/06/2012 10:00

Dnit suspende assinatura de contrato de R$ 30 milhões com a Delta em MS

Aline dos Santos

Sem contrato, obra em 108 km da BR-163 não pode ter início

Dnit cogita chamar segundo colocado em licitação. (Foto: Minamar Júnior)Dnit cogita chamar segundo colocado em licitação. (Foto: Minamar Júnior)

A direção nacional do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) mandou suspender a assinatura do contrato de R$ 30 milhões entre a superintendência regional de Mato Grosso do Sul e a Construtora Delta.

“Preciso de um documento que proíba a assinatura do contrato. O trecho lá está descoberto. Se a Delta não puder, já chamo o segundo colocado”, afirma o superintendente interino do Dnit no Estado, Antônio Carlos Nogueira.

Sem a assinatura do contrato, a obra em 108 km da BR-163 não pode ter início. Ele justifica que manteve o edital, em que a Delta foi vencedora, para não perder quatro meses de processo licitatório.

A licitação tinha valor máximo de R$ 35 milhões. No dia 15 de março, a Delta venceu, com proposta de R$ 30,9 milhões. A empreiteira apresentou a terceira melhor proposta, mas as outras duas empresas foram desclassificadas por não atenderem critérios do edital.

A empresa é investigada na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Cachoeira, que apura as ligações do contraventor Carlos Augusto Ramos com a Delta e políticos.

A construtora também corre risco de ser declarada inidônea pela CGU (Controladoria-Geral da União), desta forma ficará impedida de participar de licitações do poder público.

Após o escândalo, Delta, um das que mais recebeu verbas públicas para construções em todo o Brasil, entrou com pedido de recuperação extrajudicial. Uma tentativa de evitar a falência.

Mato Grosso do Sul - Nos últimos anos, a Delta firmou contratos de R$ 164 milhões com o Dnit. Conforme relatório divulgado pela CGU, as obras são nas rodovias 158, 262, 267, 163. Já o governo do Estado teve dois contratos com a empresa, no valor de R$ 51 milhões.

A Construtora Delta ainda recebeu R$ 27,8 milhões de emendas parlamentares de políticos do Estado. O valor corresponde a 48 emendas que a União empenhou para as obras, tocadas pelo Dnit. Até janeiro deste ano, o órgão federal era comandado por Marcelo Miranda em Mato Grosso do Sul. Ele e a cúpula do Dnit foram exonerados pelo Ministério dos Transportes.

STF nega liminar e mantém quebra de sigilo da Construtora Delta
Relatora do mandado de segurança que tentava impedir a quebra de sigilo da Construtora Delta, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF...
Delta Construção entra com pedido de recuperação judicial no RJ
A Delta Construção, empresa acusada de ter ligações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, entrou com um pedido de recuperação judicial na Justiça do Ri...
Empresa ligada a Carlinhos Cachoeira tem contrato milionário em MS
Sob suspeita de irrigar o esquema de jogo ilegal liderado por Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, a empreiteira Delta Construções S/A tem co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions