A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

30/09/2015 08:41

DOF desarticula quadrilha de receptadores que agia na fronteira

Helio de Freitas, de Dourados
Logan roubado em Goiânia no dia 15 tinha placa de outro modelo idêntico (Foto: Divulgação/DOF)Logan roubado em Goiânia no dia 15 tinha placa de outro modelo idêntico (Foto: Divulgação/DOF)

Quatro pessoas foram presas pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) nesta terça-feira (29) no município de Amambai, a 360 km de Campo Grande, acusadas de fazer parte de uma quadrilha de receptadores de carros roubados que age na fronteira do Brasil com o Paraguai. Entre os presos estão uma paraense dois goianos.

Veja Mais
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai
PM encontra mala abandonada em rodoviária com tabletes de maconha

Foram presos Diego Resende Cavalcante, 26, morador em Campo Grande, Maria Francisca de Souza, 35, moradora em Belém (PA), Aparecido Alves de Souza, 47, e Silvio Souza Neto, 21, ambos residentes em Goiânia (GO).

De acordo com o DOF, o grupo estava em um Renault Logan cinza, com placa de Curitiba (PR), conduzido por Diego Cavalcante. O carro foi abordado pelos policiais na MS-156, próximo ao parque de exposições de Amambai.

Aparentemente o carro não tinha nenhuma irregularidade, mas ao checarem a numeração do chassi os policiais descobriram que o Logan era um “dublê”, ou seja, usava placa de um modelo idêntico, mas na verdade tinha sido roubado na capital goiana no dia 15 deste mês.

Conforme o serviço de comunicação do DOF, Maria Francisca sabia da origem ilícita do carro e foi contratada em Goiânia para trazer o Logan até Campo Grande, contando com o apoio de Aparecido e Silvio. Os três receberiam R$ 15 mil para entregar o veículo no Paraguai. Diego assumiu o carro em Campo Grande, para levar até o território paraguaio. O grupo foi levado para a Polícia Civil em Amambai.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions