A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/11/2016 21:21

Dois jovens são presos por latrocínio de homem que estava desaparecido

Nyelder Rodrigues
Giovani Carra foi vítima de latrocínio, indica a polícia (Foto: Reprodução/Facebook)Giovani Carra foi vítima de latrocínio, indica a polícia (Foto: Reprodução/Facebook)

Dois jovens foram presos pela Polícia Civil de Maracaju - cidade localizada a 160 km de Campo Grande - como suspeitos de terem matado Giovani Carra, de 31 anos, que estava desaparecido desde sábado (26). O caso é apurado como latrocínio (roubo seguido de morte) pela polícia.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

Giovani estava desaparecido desde sábado (26), quando foi a um show em uma choperia de Maracaju. Testemunhas ouvidas pela polícia relataram que ele saiu do local com três pessoas, segundo informa o site Tudo do MS.

Desde então, ele não foi mais visto por familiares, que inclusive registraram boletim de ocorrência. Amigos que foram procurados pela família também não sabiam o paradeiro de Giovani.

O corpo de Carra foi encontrado no fim da tarde de hoje na estrada da Fucotri, em frente unidade 2 da COAMO, em Maracaju. O carro dele, um Renault Clio Sedan, de cor preta, foi encontrado perto dali. Duas pessoas foram presas, sendo elas, conforme o apurado, Maurício Ferreira Figueiredo, de 23 anos, e Gilson Arguelho de Souza, 22 anos.

Ainda não há informações sobre as circunstâncias do latrocínio nem se a localizado do corpo, que estava degolado, foi obtida antes ou depois da prisão dos dois suspeitos. O site Tudo do MS afirma que a Polícia Civil ainda procura por um terceiro suspeito, que seria a terceira pessoa que pegou carona na saída da choperia.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions