A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

06/01/2014 19:08

Dois são presos depois de matar adolescente e mãe de rival por engano

Bruno Chaves
Rafael (esquerda) e Baltazar (direita) foram apresentados pela polícia (Foto: Divulgação/PC)Rafael (esquerda) e Baltazar (direita) foram apresentados pela polícia (Foto: Divulgação/PC)

A Polícia Civil de Maracaju – a 160 quilômetros de Campo Grande – prendeu Rafael Minhos Ruiz, 20 anos, e Baltazar Carlonga Netto, 18, acusados de matar Divany Dutra da Silva, 49, no último dia 28. Eles queriam matar Everton Gomes França, 18, mas acertaram, por engano, a mãe dele.

Veja Mais
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada

Segundo a assessoria de imprensa da polícia, os dois são acusados de homicídio doloso e tentativa de homicídio doloso. No dia da morte de Divany, a dupla estava em uma moto Honda Twister e viram a mulher, saindo da igreja, com o filho.

Os assassinos confundiram os irmãos, que são parecidos, e disparam cinco vezes contra mãe e filho. Um dos projéteis acertou a axila de Divany, que não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia.

Dois dias depois, em 30 de dezembro, no bairro Biquinha, os dois homens efetuaram vários disparos de arma de fogo contra Everton, que foi atingido no peito. Junto dele, estavam dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos. O mais novo deles, Jonas da Silva Ocampos, foi atingido nas costas e morreu no local.

Após investigações, os policiais chegaram aos nomes de Rafael e Baltazar. A autoridade policial representou pela prisão preventiva dos suspeitos. Rafael foi preso em Maracaju, na sexta-feira (3), e Baltazar detido em Dourados, no sábado (4).

Os acusados confessaram o crime contra Divany, porém negaram o assassinato de Jonas. Entretanto, as investigações concluíram que os crimes foram motivados por vingança, pois Everton matou Gerson Santana Ferreira, 17, amigo e comparsa dos acusados, em meados de dezembro do ano passado.

Já Divany foi morta por engano, haja vista o alvo ser o seu filho mais velho, que é amigo de Everton e Jonas.

Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação
A Justiça Federal bloqueou R$ 1.743.189,84 em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, a 198 quilômetros de Campo Grand...



Pena de morte! Esses bandidos sem vergonha, sem motivo pra viver, sem utilidade pra sociedade, sem amor, não merecem estar entre os cidadãos de bem! Eles não pensam nem na própria mãe quando fazem isso! E ainda por cima ainda chegam antes da vítima em casa! Indignado! Isso vale tanto para os acusados quanto para o filho da vítima.
 
João Pedro em 07/01/2014 11:54:54
vão ficar alguns meses presos, e ja vao ser soltos, marginais não merecem viver, nao mesmo
 
FABIANO SANTOS em 07/01/2014 09:42:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions