A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/07/2011 07:32

Dona de boate é presa em Dourados acusada de tráfico de mulheres

Vanda Escalante

Uma mulher de 48 anos, dona de uma boate na Rua Monte Alegre, Vila Maxwell, em Dourados, foi presa na tarde de terça-feira (05), acusada de tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual. Quatro garotas de programa, com idade entre 22 e 25 anos, foram ouvidas pela polícia e liberadas a seguir.

Algumas das jovens foram trazidas de outros Estados, como São Paulo, Goiás e Paraná, e outras do Paraguai. Segundo denúncia de uma das garotas de programa, a dona da boate estaria retendo toda a documentação das vítimas, impedindo que elas voltassem para casa. Na delegacia a acusada negou as denúncias e alegou que todas trabalhavam livremente.

De acordo com os sites de notícias de Dourados, a polícia chegou à boate a partir da denúncia dessa garota, que, segundo informações, mora em Várzea Grande (SP) e estaria sendo impedida de voltar para casa, assim como as outras jovens. Ela disse ainda à polícia que no local haveria 15 moças se prostituindo a preços de R$ 200 a R$ 300 por programa.

A dona da boate, Conceição Aparecida de Lima, conhecida como Cidinha, foi acusada de tráfico interno de pessoas para fim de exploração sexual, com base no artigo 231-A do Código Penal Brasileiro. A lei diz que promover ou facilitar o deslocamento de uma pessoa dentro do território nacional para o exercício da prostituição ou outra forma de exploração sexual é crime, não importando o sexo ou orientação sexual da vítima, ou o tipo de prostituição ou exploração sexual a que essa pessoa será submetida.

(Matéria editada às 10h00 para correção de informações)

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



EU JA TRABALHEI LA E ISSO TUDO E VERDADE,,,ELA NAO SO VENDE UM MONTE DE COISAS COMO TAMBEM FAZ EMPRESTIMOS PRA MANDAR DINHEIRO ADIANTADDO PRA NOSSAS CASAS E ASSIM FICAMOS DETIDAS LA,NAO O MEU CASO PQ NUNCA FIZ ISSO ,MAS EU VI MUITAS MENINAS DE SITUAÇOES DE NAO CONSEGUIR TRABALHAREM POR SER MAIS FEIAS E NAO TER COMO PAGAR AS DIVIDAS E ESTAREM LA EM UMA DAS BOATES DELA ,DOURADOS OU EM PORTO MURTINHO ,LA MESMO TEM VARIAS Q QUEREM IR EMBORA E NAO PODEM PQ DEVEM P ELA MAIS DE MIL REAIS,,,TRABALHAR AGENTE POR VONTADE PROPRIA NAO E CRIME MESMO,MAS TBM NAO DEIXAR AGENTE SAIR DE SEGUNDA A SEXTA DEPOIS QUE FECHA A CASA TBM NAO DA ,E CARCERE PRIVADO E COMO AGENTE QNDO RESOLVE IR PRA ESTA VIDA ,NAO E PRA NINGUEM QUERER MANDAR EM NOSSOS HORARIOS ,,POIS SABEMOS Q TEMOS HORARIO DE ENTRADA E SAIDA ,MAS DEPOIS Q FECHA TERIAMOS O DIREITO DE PODER SAIR COM UM AMIGO,AMIGAS ,COMER.ENFIM ,,SEI Q IRA SAIR LOGO PQ TEM MUITA GENTE IMPORTANTE Q FREQUENTA LA E IRAO AJUDALA,,MAS VALEU ISSO.....
 
marcia lemos em 07/07/2011 05:02:26
Trabalhar todos nós precisamos, independente da profissão, desde que por livre e espontânea vontade, assim sendo, a dona da boate, deve ser presa e responder judicialmente pelo ato, pois aí já se caracteriza trabalho escravo. Por isso discordo dos cometários anteriores.
 
Erdin Grau em 06/07/2011 05:19:33
Deixem as meninas trabalharem!!!
 
Helio Massaru em 06/07/2011 03:44:36
Estou de pleno acordo com meu colega...
 
Fabio Neves em 06/07/2011 03:23:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions