A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

19/06/2013 15:14

Dono de fazenda invadida registra boletim de ocorrência contra índios

Nadyenka Castro

O pecuarista Nilton Carvalho da Silva Fiho, 59 anos, dono da fazenda Esperança, em Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande, registrou boletim de ocorrência, por ameaça, contra os índios que no dia 30 de maio invadiram a propriedade rural.

Veja Mais
Terenas decidem hoje novas ações diante de decisão para saírem de fazenda
Justiça dá prazo de 10 dias para índios saírem da Fazenda Esperança

No documento, o produtor conta que por volta das 12 horas dessa terça-feira recebeu uma ligação no celular e o genro do cacique Santos Coelho, da aldeia Bananal, o mandou retirar as duas mil cabeças de gado da fazenda em 24 horas e também móveis e objetos da sede.

Nilton conta que registrou o boletim porque, pelo acordo que fez com os indígenas no dia em que saiu da fazenda (1º de junho), eles se comprometeram a não mexer no gado, na casa e a permitir que os funcionários lá entrassem três vezes por semana.

No entanto, conforme o pecuarista, nesta quarta-feira os índios não deixaram os empregados entrar. “Eles falam que eu quebrei o acordo e hoje meus funcionários não puderam entrar”.

“A gente fica refém disso”, define o fazendeiro, explicando que conseguiu reintegração de posse nessa segunda-feira, porém, os índios permanecem na fazenda.

Nesta quarta-feira os indígenas iriam se reunir para definir se deixam a fazenda.

Terenas decidem hoje novas ações diante de decisão para saírem de fazenda
Os índios da etnia Terena que ocupam a fazenda Esperança, em Aquidauana, decidem em assembleia quais as novas ações que iram tomar diante da decisão ...
Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...



Foi o jagunço dessa fazenda que há mais ou menos 25 anos atrás mataram um jovem, tudo ficou por isso mesmo. Agora é outro tempo. Assim como os todos o jovens do país saem para ruas, assim também os jovens guerreiros terena saem busca de seu verdadeiro chão. "Verás que os filhos teus não fogem à luta". Foi assim na Guerra do Paraguai, foi assim na 2º Guerra Mundial. Os terena nunca correram.
 
Carlos Lamarca em 19/06/2013 21:42:11
A que ponto chegamos. O legítimo proprietário tem que pedir para que ingresse no seu domínio. Tem que solicitar que possa zelar por seu patrimônio.
Que país é este?
 
Paulo Cruz em 19/06/2013 18:57:32
Pois é Sr. Nilton, o Sr. é um produtor e está impedido de exercer suas funções por conta de um bando de desocupados, manobrados por aqueles que querem ver o Brasil deixar de ser o produtor que é. É uma pena que esteja ocorrendo isso e pelo que já vimos o mandato de reintegração será rasgado pelos silvícolas, e se arrepiar a força nacional vai contra o Sr., como disse um deputado, a força nacional está a serviço dos invasores, meliantes desocupados e desrespeitadores da lei e da ordem, não sabemos onde vai dar td isso. Ah ia me esquecendo, se alguém precisa ir para Brasilia no hospital sara, é só ligar para Brasilia o palácio está liberando avião com UTI e tudo mais, de grátis, o ultimo a utilizar foi um índio.
 
Milton S. Miguel em 19/06/2013 17:17:46
ATENÇAO AUTORIDADES ! E TAMBEM IMPRENSA , IRAO QUEIMAR MAIS UMA PROPRIEDADE NO MATO GROSSO DO SUL.

PARA ISSO QUE QUEREM TEMPO E MAIS TEMPO..
 
Marcio Margatto em 19/06/2013 16:32:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions