A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

04/12/2012 10:39

Dourados terá novo Código Tributário, após 9 anos

De acordo com secretário, alterações são na área de trânsito, imóveis e taxas municipais

Nadyenka Castro
Câmara Municipal de Dourados já aprovou projeto em 1ª votação. (Foto:  Divulgação)Câmara Municipal de Dourados já aprovou projeto em 1ª votação. (Foto: Divulgação)

O município de Dourados, distante 233 quilômetros de Campo Grande, terá novo Código Tributário. O projeto foi elaborado pelo Executivo, aprovado em primeira votação pela Câmara Municipal e agora está em segunda análise.

Veja Mais
Traficante é presa tentando levar maconha para 'boca de fumo' no Amapá
Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia

Segundo o secretário municipal de Finanças e Receita, Walter Carneiro Júnior, a legislação tributária de Dourados não era alterada desde 2003 e a partir de março do ano passado começou a ser reformulada.

A reformulação começou com alterações na Lei de Uso de Solo, perímetro urbano e zoneamento urbano. Depois disso, o Executivo fez o projeto. “Para operacionalizar a nova estrutura”, diz Walter.

O projeto trata de alterações e novas cobranças relacionadas à área de trânsito, imóveis e taxas municipais.

No trânsito, o código irá regulamentar cobranças relacionadas às infrações. O secretário explica que, atualmente, em caso de necessidade de guincho, quem paga a conta do translado é a prefeitura. Com a nova lei, quem vai pagar é o infrator, como acontece em Campo Grande, por exemplo.

Conforme Walter, a Agência Municipal de Trânsito está em fase de implantação e a legislação faz parte da finalização deste processo.

A legislação muda os valores do Imposto de Transmissão de Imóveis. “É para atender os beneficiários do Minha Casa Minha Vida”, fala o secretário. Atualmente, de acordo com Walter, é cobrado 2% do valor total do imóvel. Com o novo código, a taxação será de acordo com o valor do bem.

Para os imóveis de até R$ 80 mil, o valor cobrado será de 0,5%. De R$ 80 mil a R$ 120 mil, 1% e até R$ 160 mil, 1,5%. Acima disso, continua 2%.

Outra mudança nos tributos que a Lei Complementar 12 de 2012 trará é o reajuste na cobrança de taxas municipais como cemitério, postura, publicidade. Cada item terá reajuste diferente. “São 200 itens”, declara Walter.

O novo código entra em vigor após publicação em Diário Oficial.

Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia
Mulher de 42 anos foi agredida pelo marido com uma garrafada no sábado (3), após ser vista conversando com as amigas em sua casa em Dourados, distant...
Domingo é de redação no segundo dia de prova do Enem em Paranaíba
Candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande, fazem neste domingo (4) as provas de reda...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions