A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

01/04/2015 16:59

Duas pessoas foram executadas por engano em chacina, diz delegado

Mariana Rodrigues
As duas pessoas teriam sido assassinadas para que não houvesse testemunhas do crime. (Foto: Osvaldo Duarte/ Dourados News)As duas pessoas teriam sido assassinadas para que não houvesse testemunhas do crime. (Foto: Osvaldo Duarte/ Dourados News)

A Polícia acredita que pelo menos duas pessoas não eram os alvos da chacina que ocorreu na noite de ontem (31), na rua XV de Novembro, no bairro Santa Maria, em Caarapó - distante a 283 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Ex-marido atira em mulher e no colega de trabalho dentro de posto de saúde
Quadrilha que explodiu caixas usava coletes iguais os de seguranças

Segundo o delegado responsável pelo caso, Benjamim Lax, essas duas pessoas, entre elas Sebastião Correia, 38 anos, teriam sido assassinadas por estarem no local no momento do crime, e para não deixar testemunhas, eles acabaram sendo mortos.

Sebastião estaria na casa para fazer o pagamento de um trabalho feito por Alex Sandro e Ramão Roa Lima, 23, no momento do crime.

A mãe e o irmão de uma das vítimas atingidas conseguiram escapar. O rapaz se escondeu sob a cama em que dormia no momento dos disparos e a mulher estava no quintal da casa quando ocorreu a ação.

Os policiais acreditam que o crime ocorreu por acerto de contas motivado por dívidas de entorpecentes. Segundo o site Dourados News, três pessoas teriam participado do atentado.

De acordo com o delegado Benjamim, as investigações estão em andamento, e a polícia já trabalha com uma linha de investigação que corre em sigilo. A polícia acredita que as execuções têm relação a um acerto de contas, ligado ao tráfico de drogas.

Crime - Quatro pessoas foram assassinadas por volta das 22h de ontem, quando três homens armados chegaram em um carro escuro e um deles começou atirar contra as pessoas que estavam na frente do imóvel de uma das vítimas.

A ação vitimou Sebastião Corrêa, o Tião, 38 anos, Ramão Roa Lima, 23 anos, Leoneia Vieira de Souza e Alex Sandro Pereira Bueno.

Sebastião foi assassinado com um tiro no peito e outro nas costas, Ramão foi baleado na cabeça e peito. Já Leoneia foi atingida por três disparos na cabeça e um nas costas e Alex, que estava dormindo no sofá, foi executado com três tiros na cabeça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions