A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

26/06/2014 06:46

Durante assalto, caminhoneiro é amarrado e se salva ao acionar “botão do pânico”

Aliny Mary Dias

Um caminhoneiro de 56 anos viveu momentos de pânico nesta quarta-feira (26) em Dourados, distante 225 quilômetros da Capital. Nelson da Silva caiu no golpe do falso frete, foi rendido por dois ladrões, amarrado e só se salvou porque conseguiu acionar o “botão do pânico”.

Veja Mais
Preços de itens da ceia de Natal variam até 400%, aponta Procon
Reinaldo ativa monitoramento e assiste a simulação de prisão de assaltantes

Conforme o registro da Polícia Civil, os homens entraram em contato com o motorista da carreta na noite da terça-feira (23). Eles queriam que Nelson fizesse o frete de um trator de Dourados até Assis, no interior de São Paulo. O motorista se negou a dirigir à noite e o encontro ficou combinado para a manhã de ontem.

A vítima e os dois supostos clientes se encontraram em um posto de combustíveis de Dourados e entraram na carreta para seguir até o local onde o trator seria embarcado. No meio do caminho, a dupla anunciou o assalto e Nelson foi rendido.

O caminhoneiro foi obrigado a dirigir no sentido da fronteira com o Paraguai, em Ponta Porã, mas em um trecho da rodovia os assaltantes mudaram de ideia e levaram a vítima para um canavial, às margens da rodovia.

Depois de 1 hora no mato com os homens, o caminhoneiro foi amarrado e colocado nos fundos da cabine da carreta, foi quando ele conseguiu acionar o “botão do pânico”, dispositivo que emite um sinal para uma empresa de monitoramento. A empresa situada em Dourados recebeu o sinal e acionou a Polícia Militar.

A dupla de bandidos mudou de ideia mais uma vez e pediu para o motorista seguir no sentido Campo Grande e acabou liberando a vítima. Em razão do acionamento do sistema, a carreta foi bloqueada e parou poucos metros depois. Os policiais encontraram o veículo próximo do Estádio Douradão.

Nelson teve R$ 540 e dois celulares roubados. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados e será apurado, até o momento ninguém foi preso e a vítima passa bem.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions