A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

17/04/2014 19:52

Ecoa alerta para cheia no Pantanal e solicita providências das autoridades

Alan Diógenes
Ecoa afirmou que cheia vai ser igual a de 2011, onde ribeirinhos tiveram que deixar suas casas. (Foto: Divulgação)Ecoa afirmou que cheia vai ser igual a de 2011, onde ribeirinhos tiveram que deixar suas casas. (Foto: Divulgação)

A Ecoa fez um alerta para as autoridades da região do Pantanal sul-mato-grossense, entre elas o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), sobre o nível do rio Paraguai que vai subir como em 2011, onde famílias ribeirinhas sofreram com os danos causados pela cheia. Um ofício foi encaminhado aos governantes para que eles atendam essas pessoas quando for necessário.

Veja Mais
Bióloga que estava desaparecida é localizada pescando no Pantanal
Cheia no Pantanal provoca morte de peixes e PMA fala em prejuízo incalculável

O documento ressalta a necessidade de atenção para a região da Serra do Amolar, em Corumbá, onde durante 2011 enfrentou uma cheia extrema. Alguns ribeirinhos tiveram que ser retirados do local, pois suas residências ficaram alagadas.

Os moradores estão dialogando diariamente com a organização via telefone e rádio para trocar informações sobre a situação na região. Por outro lado, a Ecoa repassa aos ribeirinhos as medidas da altura dos rios Paraguai e Cuiabá/ São Lourenço, a partir de dados da Marinha do Brasil.

Com a ação, os moradores podem tomar medidas preventivas, como buscar lugares mais altos. Os ribeirinhos já informaram que conseguem mais pescado para alimentação no local, devido às enchentes.

A expectativa do envio do ofício é que ocorra uma rápida mobilização por parte das autoridades.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions