A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

24/11/2016 17:47

Eleição passou, mas troca de acusações continua entre prefeito e sucessor

Sidney Foroni acusa Donato Lopes de deixar dívida de R$ 6,7 milhões com o INSS em 2012; filho do prefeito eleito diz que atual mandatário não paga contas de luz da prefeitura

Helio de Freitas, de Dourados
Atual prefeito parcelou dívida milionária de 2012, que será paga por sucessor (Foto: Divulgação)Atual prefeito parcelou dívida milionária de 2012, que será paga por sucessor (Foto: Divulgação)
Donato Lopes assume em janeiro e terá de pagar dívida confessada pelo atual prefeito (Foto: Divulgação)Donato Lopes assume em janeiro e terá de pagar dívida confessada pelo atual prefeito (Foto: Divulgação)

A eleição passou há 50 dias, o atual prefeito foi derrotado nas urnas, a cidade será administrada pela quinta vez por um decano da política local, mas a disputa política continua fervendo no município de Rio Brilhante, a 160 km de Campo Grande.

Veja Mais
Donato do PSDB faz 50,82% e é o novo prefeito de Rio Brilhante
Investigação conclui que suposta compra de votos foi 'flagrante preparado'

Diariamente, aliados do prefeito Sidney Foroni (PMDB), que não conseguiu se reeleger, e do prefeito eleito Donato Lopes (PSDB) – que vai administrar a cidade pela quinta vez – trocam acusações através de redes sociais.

A mais recente “peleia” envolve as contas de energia elétrica dos prédios públicos municipais e uma dívida de R$ 6,7 milhões com o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), que teria sido deixada por Donato em 2012, último ano da sua quarta gestão.

Eleito pela primeira vez em 1989 e depois em 1997, 2005, 2009 e agora em 2016, Donato Lopes recebeu 10.243 votos. Foroni, que buscava a reeleição, teve 9.912 votos.

Dívida milionária – A atual administração informou que a dívida milionária deixada por Donato Lopes com o INSS ocorreu durante todo o ano de 2012. O então prefeito, que reassume o município no dia 1º de janeiro, teria deixado de recolher tanto o valor patronal quanto a contribuição descontada do salário dos servidores contratados.

O procurador jurídico do município, Ericomar Correia de Oliveira, disse ao Campo Grande News que o atual foi notificado pela Receita Federal do Brasil sobre a dívida. Segundo ele, Sidney Foroni pediu parcelamento do débito, que deverá começar a ser pago em 2017.

A assessoria de Donato Lopes foi procurada para comentar o caso, mas até às 17h30 desta quinta não tinha se manifestado.

Sem energia – Nesta semana, os aliados de Donato Lopes “retaliaram”, postando em redes sociais que a prefeitura teve as linhas telefônicas cortadas por falta de pagamento e que alguns prédios públicos estariam sem energia, também por atraso nas contas.

“Antes que os últimos remanescentes dos defensores do prefeito venham a dizer que é mentira, está aqui o extrato retirado diretamente do Portal da Transparência da prefeitura, que comprova a dívida com a Energisa. Isto é Vergonhoso!”, postou em sua página no Facebook o vereador eleito Sérgio Lopes da Silva (PSDB), que é filho de Donato Lopes.

Ericomar de Oliveira disse hoje que as contas estão pagas. “Falei com o secretário de Finanças e ele disse que está tudo regular”, afirmou à reportagem.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions