A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

10/07/2014 13:30

Em dia de protesto, servidores da Saúde de Dourados paralisam as atividades

Bruno Chaves
Protesto pede reajuste que deveria ser feito em abril (Foto: Hédio Fazan)Protesto pede reajuste que deveria ser feito em abril (Foto: Hédio Fazan)

Médicos, enfermeiros, agentes comunitários e outros funcionários da rede pública da Saúde de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, paralisaram as atividades nesta quinta-feira (10) como forma de protesto. Reunidos em frente ao Cam (Centro Administrativo Municipal), eles pediram reajuste anual da inflação, além de valorização da categoria.

Veja Mais
Traficante abandona carro com droga ao ver polícia mas acaba capturado e preso
PRE apreende 345 kg de cocaína sendo transportados em caminhão na MS-154

A presidente do Conselho Municipal de Dourados, Berenice de Oliveira Machado Souza, garantiu que apesar da paralisação, 30% do efetivo de servidores foram garantidos no atendimento à população, divulgou o site Dourados Agora. Nenhuma unidade básica de saúde foi fechada, apenas atendimentos foram reduzidos.

“Nós queremos o apoio da população porque estamos não só lutando pelos direitos dos servidores, mas por uma Saúde mais digna. Queremos melhorar o atendimento na Saúde que está sucateada”, destacou Berenice ao site Dourados Agora. A presidente ainda afirmou o reajuste da categoria, que costuma ser realizado em abril, este ano ainda não aconteceu.

A paralisação desta quinta-feira foi decidida em assembleia no último dia 30. Médicos, enfermeiros, agentes comunitários, agentes de combate a endemias e técnicos e administrativos da Saúde, lotados nos postos de saúde nos bairros de Dourados, optaram pelo protesto. A categoria é formada por 1,2 mil servidores públicos.

Posição da prefeitura – Em entrevista à imprensa local, o secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira, disse que a Secretaria de Governo é a pasta responsável por fazer o reajuste dos servidores municipais e que o problema atinge todos os empregados da prefeitura. “Na Saúde os servidores começam a se mobilizar porque é um direito deles, mas a prefeitura sempre esteve e está pronta a dialogar”, avaliou.

Conforme o Executivo Municipal, Dourados vem investindo mais do que a lei determina na Saúde Pública. De acordo com o divulgado pelo site Dourados Agora, a prefeitura aplica 8% a mais do seu orçamento no setor, sendo que, por lei, deveria investir 15%.

Apoio – Coordenador do Fórum Permanente dos Usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), Jorge Paulino Grosch manifestou apoio as reivindicações dos servidores da Saúde por meio de nota enviada à imprensa. Ele demonstrou preocupação com funcionários em relação as condições de trabalho e aos materiais de uso e instalações para o exercício das funções, que resulta diretamente no atendimento dos pacientes.

A nota ainda informa que a entidade apoia o reajuste legal, a contratação de novos profissionais e trabalhadores na área da Saúde, além de melhores condições de trabalho, com equipamentos, mobiliários e demais materiais, visando sempre o bom atendimento para a população.

Traficante abandona carro com droga ao ver polícia mas acaba capturado e preso
Vagner dos Santos, 37, tentou fugir da polícia abandonando o carro carregado de maconha, mas acabou capturado e preso pela PMA (Polícia Militar Ambie...
PRE apreende 345 kg de cocaína sendo transportados em caminhão na MS-154
A PRE (Polícia Militar Estadual) apreendeu nesta quarta-feira (18) 345 kg de cocaína sendo transportados em um caminhão trator na rodovia MS-154, em ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions