A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

26/02/2014 15:06

Em nota, Bonito esclarece porque fez "folia antes da hora" ao contratar ONG

Zana Zaidan

A prefeitura de Bonito, a 257 quilômetros de Campo Grande, afirma que, no Carnaval de 2014, resolveu apoiar financeiramente uma entidade sem fins lucrativos para realizar o Carnaval de 2014. A mudança, segundo a prefeitura, segue o mesmo procedimento da União e do Estado do Mato Grosso Sul.

As afirmações foram feitas por meio de nota, depois que o Campo Grande News publicou reportagem informando que o Idems vai receber R$ 350 mil para organizar o Carnaval deste ano, e que o todo o trâmite da licitação, entre divulgação e homologação do resultado, aconteceu em 18 dias.

Veja Mais
Bonito faz "folia antes da hora" ao pagar R$ 350 mil por carnaval de ONG
Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista

Segundo a nota, a seleção da entidade contou “com a mais ampla publicidade, pois mesmo não sendo obrigado, o Município de Bonito abriu um chamamento público, procedimento análogo à licitação. Tal procedimento é utilizado pelo governo federal para selecionar entidades sem fins lucrativos que serão apoiadas ou subvencionadas em conformidade com a Portaria Interministerial CGU/MF/MP 507/2011”.

A prefeitura alega que o aviso do chamamento público foi publicado na imprensa, veiculado no site oficial e afixado no mural da prefeitura desde o início do mês de fevereiro, tendo sido designada a data de 19.02.2014, às 9 horas, para a análise e julgamento dos documentos apresentados pelas instituições interessadas.

Na sessão pública foram analisados os documentos de habilitação e capacidade técnica da entidade para a realização do Carnaval, tendo se sagrado vencedora o Idems (Instituto para o Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul) por ter atingido pontuação mais alta com base em eventos realizados anteriormente, dentre outros, a realização do carnaval no Município de Dourados.

“Todos os procedimentos foram realizados no sentido de atender ao princípio da publicidade, legalidade e isonomia o que possibilitou a participação de todas as instituições interessadas na realização do evento”, diz a prefeitura.

O Município estabeleceu no Termo de convênio a necessidade do Idems apresentar três orçamentos para cada despesa que será realizada, adotando-se procedimento análogo ao da Lei de licitação.

Comissão especial – A prefeitura de Bonito afirma, ainda, que a Comissão Especial foi constituída para fiscalizar todos os atos praticados pelo Idems, a qual tem poderes para notificar e determinar imediata regularização de faltas, além de possibilitar que cada Secretaria indique um representante para auxiliar os membros da comissão especial.

Fixou que o Idems deverá prestar contas no prazo máximo de 30 dias, sob pena de devolução dos valores devidamente corrigidos.

Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
A PM (Polícia Militar) de Bela Vista – a 322 km de Campo Grande – apreendeu 454 quilos de maconha na madrugada deste domingo (11). Conforme Boletim d...
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral
Um trabalhador rural de 41 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por uma vaca na tarde deste sábado (10), numa propriedade a beira do Rio Par...
Marido agride esposa e se esconde da polícia na casa do pai
Após agredir a esposa, Gilmar Sousa, de 37 anos, se escondeu na casa do pai no assentamento Itamarati, em Ponta Porã – a 323 km de Campo Grande. Conf...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions