A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/12/2014 15:36

Empresário acorrenta veículos para receber dívida de 250 mil de consórcio

Priscilla Peres
Veículo foi acorrentado ao hotel para minimizar prejuízos com dívida. (Foto: Marco Campos/TL Notícias)Veículo foi acorrentado ao hotel para minimizar prejuízos com dívida. (Foto: Marco Campos/TL Notícias)

O proprietário de um hotel de Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande, acorrentou dois veículos pertencentes ao Consórcio UFN 3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados), para tentar minimizar o prejuízo que soma R$ 250 mil.

Veja Mais
Petrobras fará pagamento de R$ 25 mi a fornecedores, mas não estipula data
Justiça não encontra dinheiro e Petrobras assume dívida de fábrica

Segundo informações do site TL Notícias, o empresário Elder Ghemelixs Bento, 35, alega que hospedava os funcionários da obra da Petrobras, mas a falta de pagamento por parte do consórcio, fez que com o hotel Set Sul chegasse a uma difícil situação financeira.

Recentemente, a Petrobras rescindiu o contrato com o consórcio formado para construir a UFN 3, com isso milhares de funcionários e empresas ficaram a espera do pagamento pela prestação de trabalho e serviços.

No hotel, estavam estacionados dois veículos do consórcio e para garantir pelo menos parte da dívida que soma R$ 250 mil, Elder os acorrentou, impedindo que sejam retirados do local. “Esta empresa fez com que eu quebrasse, ficando totalmente endividado. Foi por isso que resolvi tomar esta atitude em penhorar os dois veículos aqui no meu hotel ”, explicou Bento.

Ele ainda alega que sua irmã tem um restaurante em Três Lagoas e amarga prejuízo de R$ 300 mil com o fornecimento de almoço e janta aos funcionários do consórcio. Atualmente, o hotel abriga funcionários da UFN-3 do alto escalão, que também já estão sendo despejados das dependências.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), sendo elaborada uma ocorrência por outras fraudes, tendo como autora a empresa UFN-3. Os dois veículos pertencentes a uma locadora de veículos ainda permanecem retidos no hotel e não tem datas para serem liberados.




Realmente é lamentável essa situação. No entanto, eu sou representante comercial e muitas vezes, temos que ir hospedar em cidades vizinhas, pois os hotéis da cidade priorizam os funcionários das empresas, construtoras e aproveitam dessa oportunidade, mesmo sabendo que é temporário. Enquanto nós, todo mês, varias vezes ao mês, somos tratados com desdem quando procuramos os hotéis da cidade. E agora? levou prejuízo? A vida ensina não desdenhar dos hospedes que realmente sustentam hotéis. Os vendedores, representantes. Valorizem essa classe que vocês não quebrarão.Pergunte ao hotel Dois Gaúchos em Naviraí o que ele acha do representante ou vendedor? E ele nem sonha em quebrar e o hotel lá é nível 3 estrelas com preço de pousada.
 
LUCIANO MARQUES em 26/12/2014 21:23:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions