A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

26/03/2014 18:52

Empresário brasileiro é alvejado com nove tiros em Pedro Juan Caballero

Filipe Prado
Roberto foi atingido por nove disparos após sair de seu escritório (Foto: Ponta Porã News)Roberto foi atingido por nove disparos após sair de seu escritório (Foto: Ponta Porã News)

Um empresário brasileiro foi morto a tiros na manhã de hoje (26) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, cidade vizinha de Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. Roberto Jean Duarte Oliveira, 50 anos, foi alvejado com nove tiros, após sair de seu escritório. Um paraguaio também morreu com um tiro na cabeça.

Veja Mais
Esposa é presa ao tentar entregar pão recheado com maconha para detento
Carreta transportando combustível bate em carro e uma pessoa morre

De acordo com o site Ponta Porã Informa, o vigia Pedro Atilio Villalba, 27, foi morto com um tiro na cabeça por volta das 5h30 da manhã, dois dias após começar a trabalhar como guarda noturno, próximo ao Hotel Cassino Amambay.

Horas depois, atrás do prédio da Receita Aduaneira de Pedro Juan Caballero, Roberto foi encontrado morto dentro do seu veículo. Conforme o site, o empresário teria saído de seu escritório, entrado no carro, quando dois homens se aproximaram, em um Citroen preto, e realizaram nove disparos. Cerca de cinco tiros acertaram a cabeça de Roberto, que morreu na hora.

Roberto era proprietário da estância Gracia de Deus, na região da Colonia San Luiz.

Fronteira – Este é o sexto brasileiro assassinado na fronteira com o Paraguai este ano. No dia 14 de fevereiro, os ex-policiais militares Jorge Luís Ayala, 47 anos, e Edson Borda da Silva, 50, foram assassinados em Pedro Juan Caballero. A polícia suspeita de acerto de contas.

Já no dia 12, o perito papiloscopista da Polícia Civil, Marcílio de Souza, 51 anos, foi morto em uma loja em Ype-Jhú, cidade paraguaia que faz fronteira com o município de Paranhos. Um carro se aproximou do local onde estava Marcílio e efetuou seis disparos. Um dos tiros, de calibre 12, atingiu a cabeça do policial, que chegou a ser socorrido, mas morreu antes de ser atendido no Hospital Municipal de Paranhos

Um brasileiro de 34 anos, filho de um ex-policial, foi executado no dia 24 do mesmo mês, dentro de uma borracharia na área central de Pedro Juan Caballero. José Bento da Silva, conhecido como “Gauchinho”, levou 12 tiros e morreu no local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions