A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

09/05/2011 09:37

Equipe da Agesul segue para Corumbá e faz diagnóstico de ponte

Fabiano Arruda
Embarcação bateu em ponte na tarde de domingo. (FOto: PRF)Embarcação bateu em ponte na tarde de domingo. (FOto: PRF)
Estrutura foi danificada. (Foto: PRF)Estrutura foi danificada. (Foto: PRF)

Técnicos da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) seguiram nesta manhã para Corumbá e fazem os primeiros levantamentos referentes a um deslocamento de cerca de 20 centímetros na ponte sobre o Rio Paraguai, em Porto Morrinho na BR-262, problema que restringiu o tráfego de veículos desde ontem.

A equipe da agência seguiu para o município por determinação do governador André Puccinelli (PMDB), que mostrou preocupação com a situação, que pode comprometer o abastecimento da cidade e casos emergenciais, como o transporte de pacientes para Campo Grande, por exemplo.

Os técnicos da Agesul terão a incumbência de apresentar uma alternativa para o tráfego na região, que ficou isolada para veículos pesados. A estrada Parque, outra ligação ao município, também está interditada por conta da cheia na região do Pantanal.

Neste momento, o tráfego na ponte está liberado apenas para veículos leves. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) monitora o trânsito.

Segundo o diretor-presidente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte), Marcelo Miranda, informou que já solicitou um técnico do departamento, de Brasília (DF), para analisar o caso, porém, só deve chegar à noite.

No início da tarde de ontem, por volta das 12 horas, uma embarcação com aproximadamente 70 toneladas de farelo de soja colidiu com uma das colunas de concreto da ponte.




e publico e notorio que iamos enfrentar algum desastre com esta ponte sabemos que o trafego de embarcaçoes e muito intenso e nao temos uma agencia de fiscalizaçao na regiao se temos estao dormindo falta sinalizaçao apropiada para o trafego diurno e noturno aproveitando o ensejo desta quero alertar para o descaso dos animais na pista da br 262 se formos averiguar com seriedade os acidentes que acontecem a maioria deles sao com bufalos,bois,vacas e cavalos de propietarios irresponsaveis que nao cuidam das suas cercas e dou uma ideia porque o governador andre pucinelli poderia autorizar a policia rodoviaria a matar todos os animais e doar a carne para os sem teto da regiao e creches asilos o mesmo o prefeito ruiter cunha de oliveira teria que fazer aqui em corumba voce sai de corumba para ladario na parte da tarde e vai se deparar com uma tropa de animais todos os dias na pista citada , quem vai tomar uma providencia ou vamos esperar morrer seres humanos fica ai a pergunta esperando resultados nao paleativos e sim coisas concretas para podermos viver melhor com tranquilidade na nossa cidade estou de olho grato a todos bugre
 
jose cesario arruda de souza falta si em 09/05/2011 11:13:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions