A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

19/09/2012 11:58

Escola decreta luto de 3 dias por morte de menina de 5 anos atingida por trave

Francisco Júnior
Trave que caiu sobre a criança. (Foto: MaracajuSpeed)Trave que caiu sobre a criança. (Foto: MaracajuSpeed)

A secretaria Municipal de Educação de Maracaju decretou luto de três dias e não vai haver aula na escola Artur Tavares de Melo, onde ontem (18), a estudante Evellyn Laura Medina Teixeira, de 5 anos, morreu atingida por uma trave de gol, quando brincada na quadra de esporte.

Veja Mais
Criança de 5 anos morre atingida por trave de gol em escola municipal
Sem salário e 13º, enfermeiros de hospital particular iniciam greve dia 12

A reportagem do Campo Grande News entrou em contato com a secretaria e a informação é de que a prefeitura está prestando todo apoio a família e que nenhum comunicado oficial será divulgado por ora sobre o ocorrido.

O delegado Rodrigo Sperancin, responsável por investigar o caso, informou que hoje, no período da tarde, vai ouvir a diretora da escola, Adriana da Silva e o professor que estava na quadra no momento do acidente.

A escola fica na aérea da usina Maracaju, na estrada Água Fria. Evellyn brincava de pular corda na quadra, junto com outras crianças. Uma das pontas da corda estava amarrada na baliza do gol, que segundo testemunhas estava solta, quando caiu e acabou atingindo a cabeça da criança.

Ainda conforme registro policial, a diretora da escola, Adriana da Silva, disse que os alunos realizavam uma recreação na quadra, quando aconteceu a tragédia. Ela informou ainda, que o professor responsável pelos alunos estava atendendo um aluno do outro lado da quadra quando viu a menina caída e o gol sobre ela.

Foram realizados os primeiros socorros, porém a menina não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médio Legal) do município. O caso foi registrado como morte a esclarecer.




Olha pode até ter sido uma fatalidade, mais se os governantes realmente preocupasse com a educação, aplicasse o dinheiro corretamente, que tivesse as vistorias, com certeza veria que essa trava estava caindo,. Agora assistência não traz essa criança aos pais.
Peço que esse comentário seja publicado, não é critica é uma realidade, em todos estados e municípios do Brasil.


 
maria Jose em 19/09/2012 12:15:52
Penso como a família da criança deve estar se sentindo. Você manda sua filha de 5 anos para a escola (seu bebe) e recebe a notícia de que ela morreu porque uma trave caiu em cima dela na quadra onde brincava, simplesmente porque esta estava solta....O que passa na sua cabeça? Você perdeu tudo que tinha por um descuido! Que Deus console esta família e que a justiça seja feita...
 
Helen Rangel em 19/09/2012 01:02:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions