A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

29/10/2014 11:35

Estudante concorre com 13,5 mil alunos e vira embaixadora nos EUA

Luciana Brazil
Sophia enfrentou 13,5 mil alunos e embarca em janeiro para os EUA. (Foto: Divulgação)Sophia enfrentou 13,5 mil alunos e embarca em janeiro para os EUA. (Foto: Divulgação)

Estudante de 17 anos, aluna de uma escola pública em Rio Verde de Mato Grosso, a 207 quilômetros de Campo Grande, foi selecionada entre mais de 13,5 mil candidatos para representar o Brasil nos Estados Unidos, como a nova embaixadora brasileira no país norte-americano.

Sophia Lamara Astholphi, aluna da escola estadual Thomaz Barbosa Rangel, vai participar do programa Jovens Embaixadores nos EUA, que beneficia o vencedor com uma viagem de três semanas com atividades sócio-culturais. A estudante embarca em janeiro.

A menina enfrentou uma seleção concorrida, com provas e entrevistas, onde disputou com 13.500 alunos brasileiros.

“Foi difícil, sempre é, porque você tem que passar por bastante burocracia até sair o resultado e isso quase mata a gente do coração. Estou ansiosa e muito feliz e vou poder realizar um sonho”, disse a jovem estudante.

Na primeira semana da viagem, Sophia e jovens selecionados de outros países visitarão Washington-DC, a capital do país. Além de conhecer monumentos importantes da cidade, Sophia participará de reuniões em organizações dos setores público e privado, visitando escolas e projetos sociais. Os alunos participarão ainda de oficinas sobre liderança e empreendedorismo jovem.

Os estudantes serão divididos em subgrupos para visitarem outros estados. Retornando a Washington, Sophia ficará hospedada na casa de uma família americana. Ela assistirá aulas e irá interagir com jovens da sua idade, participando de atividades sócio-culturais na comunidade. Faz parte da programação, apresentações sobre o município de Rio Verde e o Brasil.

Jovens Embaixadores - O programa, criado em 2002, é uma iniciativa da embaixada dos Estados Unidos - em parceria com setores publico e privado em ambos os países -, que beneficia os participantes com uma viagem de três semanas aos EUA.

Participam alunos brasileiros da rede pública com excelente desempenho escolar, que falam inglês e que sejam de uma classe social menos favorecida. Os estudantes também precisam ter perfil de liderança e prestar serviço voluntário.

A intenção do programa é aproximar os laços entre Brasil e Estados Unidos da América. O modelo valoriza e promove o fortalecimento da educação pública por meio desses jovens e ainda os transforma em referência para outros alunos e também para a comunidade em que vivem.

Para participar/ pré-requisitos- ter nacionalidade brasileira; ter entre 15 e 18 anos; ter pouca ou nenhuma experiência anterior no exterior; jamais ter viajado para os Estados Unidos; ter boa fluência oral e escrita em inglês; ser aluno do ensino médio na rede pública; pertencer à camada sócio-econômica menos favorecida; ter excelente desempenho escolar; ter perfil de liderança e iniciativa; ser comunicativo; possuir boa relação em casa, na escola e na comunidade; estar atualmente engajado em atividades de responsabilidade social/voluntariado e comprovar ao menos 12 meses – contínuos ou não – de voluntariado.

 

Homem morre no hospital após ser atingido por tiro dentro de bar
No início na manhã de hoje (19), um homem de 27 anos morreu após ser atingido por um tiro no peito enquanto tomava cerveja em um bar localizado no Ce...
Corpo de jovem desaparecido há dois dias é encontrado no rio Formoso
O Corpo de Bombeiros localizou na manhã deste domingo (19) em Água Clara, distante 198 km de Campo Grande, o corpo do adolescente Marciel Silva, 16 a...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions