A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

18/02/2013 17:52

Exames descartam dengue como causa de morte de médico em Dourados

Nícholas Vasconcelos

A Secretaria Municipal de Saúde de Dourados nega que o médico Munir Faker, que morreu neste domingo (17) tenha sido vítima de dengue. De acordo com a Prefeitura, dois exames de sangue não apontaram a presença de anticorpos do vírus da doença.

Veja Mais
Secretaria de Saúde de Dourados investiga morte de médico por dengue hemorrágica
Governo do Estado entrega viaturas ao Corpo de Bombeiros nesta sexta

A certidão de óbito assinada pelo médico Juliano Souza Sanches aponta que as causas da morte foram infecção respiratória, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e febre hemorrágica. Conforme o documento, nenhuma delas relacionada à dengue.

Segundo a secretaria, mesmo com a negativa dos exames uma terceira amostrar foi colhida e enviada para o Lacen (Laboratório Central), da Secretaria de Estado de Saúde, em Campo Grande.

Dourados t em 305 notificações, com 202 casos confirmados. Segundo o último boletim epidemiológico estadual, o segundo maior município de Mato Grosso do Sul está 52ª posição em número de casos.

Até o momento, o Estado tem 36.524 casos notificados de dengue.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions