A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

03/06/2015 18:40

Família só acreditou que adolescente matou bebê após exames médicos

Mariana Rodrigues
Delegado responsável pelo caso diz que jovem foi ouvida hoje novamente. (Foto: Lise Jones)Delegado responsável pelo caso diz que jovem foi ouvida hoje novamente. (Foto: Lise Jones)
Colchão onde a adolescente realizou o parto. (Foto: Divulgação Polícia Civil)Colchão onde a adolescente realizou o parto. (Foto: Divulgação Polícia Civil)

O delegado-adjunto Antonio Souza Ribas Júnior, da Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana - distante a 135 km de Campo Grande, informou que a família da adolescente acusada de matar o filho recém-nascido e jogar em um cesto de roupas, ficou chocada ao saber do crime, e só acreditaram após exames que comprovaram o parto recente.

Veja Mais
Adolescente confessou que sufocou bebê por não saber quem era o pai
Mulheres tentam roubar bebê de mãe dentro de ônibus no terminal Morenão

"Como eles não sabiam de fato o que havia ocorrido, eles ficaram chocados e só acreditaram após a realização de exames médicos que comprovaram que ela realizou o parto".

A família não desconfiava da gestação da adolescente, já que a mesma estava acima do peso, e não levantava suspeitas de uma possível gravidez.

A acusada foi ouvida novamente nesta quarta-feira (3), desta vez pelo delegado Ribas, porém ele não quis adiantar o andamento das investigações. A menor vai responder por ato infracional, homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver.

Contradição - Segundo a conselheira tutelar de Aquidauana, Naiza Neli da Silva Cristaldo Voadora, informou que o Conselho foi acionado no domingo, após o médico que atendeu a adolescente ter desconfiado da história que ela contava ao chegar no hospital com sangramento.

"Aos médicos ela disse que desconfiava que estava grávida e havia sofrido um aborto espontâneo", disse Naiza. Depois de realizar os exames, o obstetra viu que a menor tinha todos os indícios de que havia passado por um parto.

Após os exames, ela mudou a versão dizendo que achava que estava grávida de sete meses, por isso teria provocado um aborto. "Durante o tempo em que ela estava no hospital, ela mudou a versão várias vezes. Por último ela disse que estava grávida de sete meses e teria provocado o aborto, mas em nenhum momento disse que fez o parto e matou o recém-nascido", diz a conselheira que conta que nunca registou nenhum caso semelhante a esse no município.

A adolescente só confessou o crime após ser ouvida pela delegada plantonista da delegacia de Aquidauana. Durante o depoimento, ela disse que sufocou o bebê até a morte e o jogou no cesto de roupa suja de seu quarto.

Mulheres tentam roubar bebê de mãe dentro de ônibus no terminal Morenão
Um mulher de 32 anos passou por apuros, no começo da noite de ontem (2), ao quase ter a filha pequena roubada dentro de um ônibus do transporte colet...
Adolescente é acusada de matar recém-nascido para esconder gravidez
Uma adolescente de 17 anos é suspeita de matar o filho recém-nascido em Aquidauana, a 135 km de Campo Grande. O crime veio à tona na manhã desta terç...
Mulher com bebê de colo é presa com 16 tabletes de maconha
Mulher de 21 anos com bebê de colo foi presa com 16 tabletes de maconha na noite de ontem (1º), na BR-163, no Bairro Zona Rural, em Rio Brilhante, di...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions