A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

24/06/2012 12:54

Famílias ribeirinhas de Aquidauana continuam desabrigadas após maior cheia registrada no ano

Paula Vitorino
O prefeito Fauzi Suleiman visitou as áreas alagadas. (Foto: Assessoria)O prefeito Fauzi Suleiman visitou as áreas alagadas. (Foto: Assessoria)

As 7 famílias ribeirinhas de Aquidauana continuam desabrigadas por conta da maior cheia registrada neste ano. O rio Aquidauana está marcando 8,14 metros neste domingo (24), quando o nível normal é de 2,3 metros, de acordo com a Defesa Civil do município.

Veja Mais
Cheia do rio Aquidauana desabriga famílias ribeirinhas
Desmoronamento afeta único acesso pavimentado a município de MS

Desde sexta-feira (22) as famílias foram levadas para abrigos. Quatro estão em colégio da cidade e três foram para a casa de familiares. As chuvas fortes atingiram o município na quarta e sexta-feira.

O comandante da Defesa Civil, Major Quintana, explica que essas famílias moram mais perto das margens do rio na região do Pirital e Guanandy e, por isso, foram as mais afetadas.

O major acredita que amanhã o nível do rio baixe, já que desde sexta-feira não chove mais no município.

“Ontem o nível chegou a diminuir para 7,40m, mas hoje voltou a subir e por isso as famílias ainda não puderam voltar”, diz.

Ele também frisa que a cheia nesse período é atípica, pois geralmente as chuvas atingem o rio durante o verão. Ano passado o nível do Aquidauana chegou a 10 metros.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions