A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

15/03/2013 14:58

Fazendeiro é autuado pela segunda vez e multas já somam mais de R$47 mil

Luciana Brazil
Madeira é apreendida em propriedade de Porto Murtinho. (Fotos:Divulgação)Madeira é apreendida em propriedade de Porto Murtinho. (Fotos:Divulgação)
As máquinas usadas para fazer o desmatamento foram apreendidas.As máquinas usadas para fazer o desmatamento foram apreendidas.

Pela segunda vez, em um mês, um fazendeiro de Porto Murtinho foi autuado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) por exploração ilegal de aroeira e desmatamento na região. O fazendeiro acumula ao todo 47 mil em multa. Ontem, a autuação foi de R$ 13,602 mil pela exploração da madeira e pela continuidade do crime, já que no dia 9 de fevereiro a PMA já havia interditado as atividades da propriedade e aplicado multa de R$33,9 mil. O proprietário foi flagrado ontem novamente.

Veja Mais
Incêndio em lavoura de cana se espalha e atinge acampamento de sem-terra
Mulheres são presas com 3 mil maços de cigarros contrabandeados em rodovia

O desmatamento estava sendo feito com duas máquinas de esteiras e correntão. Os policiais verificaram que existe uma degradação de 50 hectares a mais de vegetação desmatadas do que na data da primeira fiscalização. A aroeira é madeira protegida por lei.

Um funcionário da fazenda que estava no local no dia da primeira autuação da PMA também recebeu multa pelo uso de motosserra, que exige o Documento de Porte e Uso (LPU). O documento é uma licença ambiental para transporte e utilização deste tipo de máquina e a ausência dele caracteriza-se como crime ambiental, com pena prevista de três a seis meses de prisão.

As máquinas foram apreendidas e o fazendeiro também responderá pelo crime de exploração ilegal de aroeira, que prevê pena de dois a quatro anos de reclusão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions