A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

30/11/2016 17:56

Fibria conclui 71% de obra de ampliação que aumentará capacidade produtiva

Nova fábrica deverá produzir 1,95 milhões de toneladas de celulose ao ano até 2020

Elci Holsback
Nova fábrica inaugura do final de 2017 (Foto: Divulgação/Fibria)Nova fábrica inaugura do final de 2017 (Foto: Divulgação/Fibria)

A Fibria anunciou hoje nova etapa de conclusão da obra do Projeto Horizonte 2, que amplia a indústria da maior empresa de celulose do mundo, localizada em Três Lagoas - distante 338 Km de Campo Grande. 71% da obra está pronto e a entrega da fábrica está prevista para o final de 2017.

Veja Mais
Uma das maiores do mundo, fábrica de celulose da Fibria está 54% concluída
Fibria conclui 50% das obras e deve inaugurar nova fábrica em um ano

Os investimentos da ampliação giram em torno de 2,06 bilhões, e a indústria prevê aumento de 1,95 milhões de toneladas ao ano, à partir de 2020 na capacidade produtiva. Ainda em 2017, assim que iniciar as atividades, o Projeto Horizonte 2 produzirá 300 mil toneladas de celulose. No ano seguinte, chegará a 1,74 milhão de toneladas de celulose de eucalipto, chegando a 1,85 milhão de toneladas/ano em 2019. A partir de 2020, estará operando em sua capacidade máxima de 1,95 milhão de toneladas previstas.

“As obras do Projeto Horizonte 2 seguem à frente do cronograma. Esse projeto, que irá ampliar a nossa liderança no mercado global de celulose, cria para a indústria uma nova referência mundial de curva de execução em função da alta produtividade que temos obtido”, avalia o presidente da Fibria, Marcelo Castelli.

Com a finalização do Projeto Horizonte 2, o custo caixa de produção da Fibria, hoje um dos mais competitivos do mercado global de celulose, ficará ainda mais baixo. Atualmente, o custo caixa de produção da companhia é de US$ 206 por tonelada de celulose, abaixo da média do setor no Brasil (US$ 232/ton), do Chile/Uruguai (US$ 299/ton) e da Indonésia (US$ 305/ton).

Em 2021, com a nova fábrica em Três Lagoas já produzindo, somada à redução da participação da madeira de terceiros, a Fibria estima que seu custo caixa de produção cairá para US$ 155 por tonelada.

Hoje, executivos da Fibria participam em Nova York (EUA) do 6º Fibria Day, encontro anual entre analistas de mercado, investidores e os principais executivos da companhia na Bolsa de Valores, onde será apresentado o projeto e os investimentos do Projeto Horizonte 2. 

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions