A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

24/07/2015 09:06

Focos de mosquito estão em 90% das casas e cidade está em alerta

Viviane Oliveira
A maioria dos focos do mosquito está dentro das casas habitadas. (Foto: divulgação/Prefeitura) A maioria dos focos do mosquito está dentro das casas habitadas. (Foto: divulgação/Prefeitura)

Depois da confirmação de paciente infectado com o vírus da febre chikunguya, a Prefeitura Municipal de Corumbá revelou que 91,66% dos focos de infestação do mosquito Aedes aegypti, que também transmite a dengue, estão nas casas habitadas na área urbana da cidade. Ou seja, menos de 20% estão em imóveis fechados ou terrenos baldios.

Veja Mais
Com epidemia na Bolívia, Corumbá intesifica controle contra chikungunya
Segundo caso de febre chikungunya no Estado é confirmado; 1° em Corumbá

O último LIRAa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), mostrou uma incidência de 1,4% de infestação do mosquito na cidade. Os focos estão em depósitos de armazenamento de água, nos vasos, pratos e fracos de planas, além de bebedouros de animais. Os números são alarmantes e causa preocupação.

De acordo com a Prefeitura, os agentes de endemias e os comunitários de saúde trabalham no combate dos mosquito, inclusive orientam a população sobre as duas doenças e como eliminar os focos. Mesmo assim, ainda são encontrados focos no interior dos imóveis habitados.

Conforme, a assessora Executiva da Secretaria de Saúde, Célia Maria Flores, as equipes entram nos quintais das residências para eliminar os criadouros, mas os moradores devem colaborar, mantendo os quintais limpos, sem recipientes que acumulam água.

Durante a ação emergencial, no controle da dispersão do vírus importado da febre chikungunya feita na região onde reside o comerciante de 37 anos infectado com a doença, foram encontradas larvas do Aedes aegypti nos depósitos de água, baldes, vasos de plantas, ralos com grelhas, em caixas de água suspensa sem tampa, lixo, garrafas pets e sacolas plásticas.

Conforme o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, de janeiro até agora, foram 489 casos notificações da dengue em Corumbá, que está com alta incidência. No Estado, a dengue provocou a morte de 10 pessoas, uma foi na cidade branca. Já casos de febre chikunguya são 82 notificados e dois confirmados no Estado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions