A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

18/08/2011 19:00

Bolivianos liberam o tráfego na fronteira com o Brasil, após dois dias de protestos

Marco Antonio Brito

O "Paro Cívico" de 48 horas, organizado pelos Comitês Cívicos das cidades que integram a região da Chiquitania Boliviana, foi encerrado hoje (18), por volta das 15 horas, após 39 horas de protesto. Segundo o Diárionline, de Corumbá, os manifestantes decidiram reabrir a fronteira para que eles pudessem se reunir e buscar um consenso. A reunião deve acontecer esta sexta-feira (19), em Puerto Quijarro. Caso não haja um acordo com o Governo, um novo bloqueio pode ocorrer nos próximos dias.

O tráfego na fronteira boliviana estava bloqueado desde quarta (17). Os manifestantes querem a extinção de multas e redução da taxa de impostos alfandegários no processo de nacionalização de veículos sem documento. O presidente do Comitê Cívico de Puerto Quijarro, Guillermo Lino Mendez, afirmou ao Diárionline que um veículo comprado no país por cerca de 10 mil dólares, está sendo taxado com imposto alfandegário de 15 mil dólares.

A mobilização também atingiu o transporte ferroviário e aéreo, além dos serviços públicos como o setor de Migração, onde turistas devem se registrar ao entrar ou sair da Bolívia.

O processo de nacionalização dos veículos foi realizado entre maio e julho, regulamentando 10 mil veículos de uma frota estimada em 128 mil veículos, sendo a maioria produto de roubos e furtos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions