A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

05/08/2014 17:50

Gaeco detém ex-prefeito, vereador e apreende R$ 48 mil durante operação

Priscilla Peres
Equipe foi à casa de vereador. (Foto: Bela Vista MS)Equipe foi à casa de vereador. (Foto: Bela Vista MS)

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) cumpriu 11 mandados de busca e apreensão hoje, durante a Operação Cartas Marcadas, que investiga fraudes em licitações, realizada em Bela Vista, Rio Brilhante e Campo Grande. Três pessoas foram presas, o ex-prefeito Abraão Armoa Zacarias (PMDB) e o vereador Alcyr Mendonça (PMDB ), ambos de Bela Vista, e o empresário Eudo Loureiro Pinheiro Neto, de Rio Brilhante.

Veja Mais
Gaeco prende ex-prefeito em operação contra fraude em 3 cidades
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas

Na casa do ex-prefeito Abraão Zacarias foram apreendidas quatro armas de fogo, sendo uma de uso restrito e munições. Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de armas de fogo e em sua residência os policiais ainda encontraram várias documentos pertencentes a prefeitura de Bela Vista.

Com o vereador Alcyr Mendonça, o Gaeco apreendeu documentos oficiais e R$ 48 mil. Ainda em Bela Vista, foram apreendidos documentos referentes a contratos de empresas com a prefeitura, além de quantia em dinheiro.
Em Rio Brilhante, o funcionário público municipal Dionísio Chimemes Filho, foi preso com documentos, entre eles cópia de diversos contratos firmados entre empresas e a prefeitura de Bela Vista. Chimenes Filho ocupou cargo na comissão permanente de licitação em 2013.

Na Capital, os policiais apreenderam carimbos do Fisco de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, notas fiscais em branco e documentos referentes a contratos com a prefeitura de Bela Vista e outras, na sede da empresa EGS Comércio e Serviços Ltda.

Carta Marcada - A operação deflagrada na manhã de hoje investida sobre a ocorrência de crimes de associação criminosa, fraudes licitatórias e falsidade documental. Durante o dia, 30 Policiais Militares do Gaeco e quatro promotores de Justiça participaram da ação. A Polícia Civil também auxiliou na operação.

De acordo com o MPE/MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), as investigações do Gaeco vão prosseguir durante a semana, com o depoimento dos presos, além de outras 20 pessoas, dentre investigados e testemunhas.

Gaeco prende ex-prefeito em operação contra fraude em 3 cidades
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou na manhã de hoje (5), em Campo Grande, Bela Vista e Rio Brilhante, a 3...
Dupla é presa e confessa ter matado homem a pedradas e garrafadas
A Polícia Civil de Anastácio, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, prendeu na última quarta-feira (07), dois suspeitos de terem cometido um homi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions