A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

13/11/2014 09:56

Gaeco recolhe malotes de documentos em investigação sobre fraude em prefeitura

Caroline Maldonado
Policiais levaram malotes apreendidos no prédio da prefeitura de Três Lagoas (Foto: TL Notícias)Policiais levaram malotes apreendidos no prédio da prefeitura de Três Lagoas (Foto: TL Notícias)
Policiais do Gaeco interditaram do 2º ao 5º andar, onde buscaram documentos (Foto: TL Notícias)Policiais do Gaeco interditaram do 2º ao 5º andar, onde buscaram documentos (Foto: TL Notícias)

Policiais deixaram a pouco a Prefeitura Municipal de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, com diversos malotes e seguem para a sede do MPE (Ministério Público Estadual) na cidade, de acordo com o jornal TL Notícias. A ação faz parte da “Operação Morteiro”, deflagrada nesta manhã pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

Veja Mais
Empresa de fogos investigada por fraude funciona sem alvará na Capital
Gaeco investiga fraude em licitações e no show pirotécnico em Três Lagoas

Os policiais fizeram ainda filmagens, fotos e oitivas com funcionários e servidores que atuam nas duas secretárias investigadas. Os servidores não puderam entrar para o trabalho, ainda conforme o jornal TL Notícias.

De acordo com o jornal Perfil News, os policiais do Gaeco interditaram do 2º ao 5º andar, onde buscaram documentos. A prefeita de Três Lagoas Márcia Sousa da Costa de Paula está no local e já foi notificada pelo Gaeco, mas neste momento participa de reunião com empresários de uma indústria de papel e celulose da cidade.

Coletiva de imprensa está prevista para as 14h de hoje, quando serão divulgadas mais informações sobre a operação. De acordo com o MPE (Ministério Público Estadual) a operação prevê quatro mandados de busca e apreensão e quatro mandados para que suspeitos compareçam a delegacia para esclarecimentos.

O Campo Grande News entrou em contato, por telefone, com assessoria de comunicação da Prefeitura de Três Lagoas, que informou não ter detalhes sobre as buscas feitas no prédio. A reportagem tentou ainda contato, por telefone, com a prefeita da cidade, que não atendeu.

A operação faz parte de investigação iniciada há dez meses, com denúncias feitas à Promotoria do Patrimônio Público de Três Lagoas, de que empresários teriam fraudado licitações destinadas à contratação de empresas para a realização de eventos. 

A suspeita é de que empresários teriam combinando valores de propostas e orçamentos, para que licitações fossem vencidas por empresas já escolhidas pelo grupo. Conformew o MPE, há evidencias de participação de servidores públicos municipais nas irregularidades. Dentre as licitações com indícios de irregularidade está a que envolveu a contratação de show pirotécnico na última festa de Réveillon em Três Lagoas.

São suspeitas de envolvimento três empresas do ramo de eventos, uma delas em Três Lagoas
e duas em Campo Grande. Três empresários e um ex-servidor público municipal de Três Lagoas foram conduzidos pelos policiais para prestar depoimento, em atendimento à determinação judicial.

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions