A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/12/2013 14:29

Garota de 17 anos morre de infarto; família alega tensão por conta da escola

Viviane Oliveira
Barbara morreu aos 17 anos de infarto fulminante. (Foto: divulgação)Barbara morreu aos 17 anos de infarto fulminante. (Foto: divulgação)

A adolescente Barbara Rodrigues Marcon, 17 anos, morreu no inicio da tarde de ontem (14), em Sidrolândia, vítima de infarto fulminante. A menina estava muito acima do peso, chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

Veja Mais
Trecho da BR-163 é liberado após um mês de obras de recuperção
Desmoronamento afeta único acesso pavimentado a município de MS

De acordo com o site Região News, o padrasto da jovem, Divino Salvio, disse que nos últimos dias Barbara teria fica muito nervosa e tensa porque havia ficado de recuperação na escola.

Segundo informação da família, durante a semana Barbara chegou a reclamar de dores no peito. Ela foi levada a uma unidade de saúde e o médico receitou medicamentos a base de fluoxetina para reduzir a ansiedade, analgésico, além de pedir um ecocardiograma que estava marcado para amanhã.

O corpo da menina esta sendo velado na capela da Pax Bom Jesus no Bairro São Bento e deverá ser sepultado neste domingo às 16h no cemitério São Sebastião.




Meus pesames á sua família Tamara Marcon... Sinto muito... Em que série ela estudava?
 
Isabella Santos em 17/12/2013 10:36:00
Sra Heloa Batista, a sra nao deve ter lido a reportagem, ou se faz de burra, a Manina foi sim levada ao medico e ela praticava sim exercícios, e qual adolescente que nunca fico de recuperação???? quem é vc pra dizer que a nossa família nunca se importo com as notas dela na escola? não comece a falar oque não sabe.
 
Tamara Marcon em 16/12/2013 13:24:16
o descaso e despreparo de certos médicos em postos e unidades de saúde de MS é a realidade, não estão preparados para diagnosticar nem uma gripe ainda mais um infarto.
 
Sueli Arantes em 16/12/2013 12:43:20
Imaginem, a culpa não é da família que não controla a alimentação dessa menina, que não a incentiva a fazer exercícios, ou que se preocupa com as dores no peito que ela havia reclamado durante ao longo da semana. Ou mesmo que não se preocupou, durante todo o ano, com as notas baixas dela. É fácil tirar a culpa de si mesmo e colocar no resto do mundo...
 
Heloá Batista em 16/12/2013 10:07:45
A menina estava muito acima do peso e a culpa é da tensão por conta da escola... quando não se quer enxergar a verdade fica difícil.
 
Mateus Souza em 16/12/2013 09:57:57
Sinto muito pela fatalidade, mas dizer que foi por conta de ter ficado de exame, pelo amor de Deus, nos poupe.
 
maria aparecida farias em 16/12/2013 08:19:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions