A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

20/06/2011 15:47

Com investimento de R$ 1 bi, pedra fundamental de usina é lançada em Costa Rica

Viviane Oliveira
Puccinelli descerrou a placa que marca oficialmente o lançamento da pedra fundamental. (Foto: Divulgação) Puccinelli descerrou a placa que marca oficialmente o lançamento da pedra fundamental. (Foto: Divulgação)

Com investimento de R$ 1 bilhão a instalação da futura unidade produtora de etanol e energia elétrica do Grupo ETH Bionergia já está em construção no município de Costa Rica. O governador André descerrou a placa que marca oficialmente o lançamento da pedra fundamental do município.

Localizada na estrada que liga o município de Alcinópolis, a usina terá capacidade de processar 360 milhões de litros de etanol anualmente e gerar 1,8 mil empregos diretos.

De acordo com o governador André Puccinelli, quando assumiu o governo estadual a meta era de investir no setor de florestas, sucroalcoleiro e de turismo. “Há 50 anos o Estado era produtor de carne bovina, depois veio a carne de aves e de suínos e no último 40 anos iniciou o ciclo de grãos, como o de soja. Tínhamos que investir também em outros setores”, disse.

O governador lembrou que no Estado eram apenas dez usinas, que não geravam energia suficiente, e que o setor foi modernizando chegando a colheita mecanizada de cana e não mais a queima. “Passamos de nono para quinto lugar no ranking nacional de produção de cana e estamos chegando à quarta posição com 21 usinas e outras três que iniciam a produção ainda este ano”, informou.

Conforme o presidente do Grupo ETH, José Carlos Grubisich, a meta é inaugurar a unidade no mês de outubro deste ano.

Para o presidente da Biosul (Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul) Roberto Hollanda Filho, a ETH evidencia a importância do Estado no contexto nacional de produção de bionergia ao lançar a pedra fundamental da Usina Costa Rica.

Segundo ele, hoje Mato Grosso do Sul conta com 21 usinas em produção e com previsão de outras três entrarem em operação ainda neste ano, já incluindo a unidade de Costa Rica.

Ao participar da cerimônia de lançamento da pedra fundamental da usina de álcool e energia elétrica, o presidente da Fiems, Sérgio Logen, destacou a presença do Senai junto ao setor sucroenergético com a qualificação de 1.515 trabalhadores do ano passado e previsão de capacitar mais de 1.700 pessoas até o fim deste ano.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions