A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/04/2013 08:58

Governo procura clínica em MS e mais 2 estados para internar maníaco

Aline dos Santos
Dionathan deve receber atendimento psiquiátrico. (Foto: Conesul News)Dionathan deve receber atendimento psiquiátrico. (Foto: Conesul News)

O governo do Estado procura clínicas em Mato Grosso do Sul e em outros Estados para cumprir a decisão judicial que determinou internação compulsória de Dionathan Celestrino, de 21 anos, o Maníaco da Cruz. Ele foi localizado ontem na cidade paraguaia de Horqueta.

Veja Mais
PF ouve Maníaco da Cruz e André vai pedir ajuda do Governo federal
Maníaco da Cruz fazia aulas de castelhano e guarani no Paraguai

“Tem uma interdição judicial e determinação de internação compulsória para tratamento médico”, afirma o superintendente da Assistência Socioeducativa, Hilton Vilassanti. O destino do maníaco deve ser definido nesta terça-feira, em reunião na Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

O impasse sobre a situação de Dionathan Celestrino se arrasta desde outubro de 2011, quando venceu o prazo legal de permanência na Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã, fronteira com o Paraguai.

Conforme o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), a punição máxima é internação de três anos. O maníaco foi para a Unei aos 16 anos por mortes em série, sempre deixando os corpos das vítimas em formato de cruz.

Em março deste ano, o rapaz fugiu da Unei e o pânico se espalhou além das divisas e fronteira de Mato Grosso do Sul. Pessoas relataram ter avistado o maníaco em bairros de Campo Grande, na região Oeste do Paraná, em Mato Grosso. Também circulou boato de que o jovem teria sido morto no Paraguai.

Ele foi localizado pela polícia paraguaia e aparentava levar uma vida normal do outro lado da fronteira. Dionathan Celestrino estudava e trabalhava. Ele estava ilegal por não ter o documento conhecido como “permisó”.

“Foi um trabalho de inteligência da polícia paraguaia. Nós fornecemos todas as informações e fotos”, relata Vilassanti. De acordo com o superintendente, entre os Estados consultados para receber o jovem estão São Paulo e Minas Gerais.

Já sobre a fuga da Unei, Vilassanti afirma que a sindicância ainda não foi concluída. O maníaco foi entregue ontem à polícia brasileira. Ele está na primeira delegacia de Ponta Porã, detido em uma sala.

Assassino em série - O primeiro a morrer foi o pedreiro Catalino Gardena, que era alcoólatra. O crime foi em 2 de julho de 2008. A segunda vítima foi a frentista homossexual Letícia Neves de Oliveira, encontrada morta em um túmulo de cemitério, no dia 24 de agosto.

A terceira e última vítima foi Gleice Kelly da Silva, de 13 anos, encontrada morta seminua em uma obra, no dia 3 de outubro. Dionathan foi apreendido no dia 9 de outubro, seis dias após o último assassinato.




pobre policial, honrando p/ com suas obrigações, ainda teve que pagar fiança e irá responder por tal, ora, chega de ficar adulando esse criminoso, dêm um fim logo nisso, antes que ele prejudique mais pessoas, assim como o policial.
 
waldomiro ajala em 01/05/2013 18:37:08
Ao invés de se falar "bobagem" o que se deve fazer é cobrar que o Estado se mexa! É um absurdo que por mais de 4 (quatro) anos o Estado não tenha conseguido resolver este imbróglio, não tenha tido competência o suficiente para encontrar uma clínica para o encaminhamento do rapaz! Enquanto falarmos "esse povo do Eca; vamos matar e arrebentar etc..", a situação permanece do mesmo jeito, ou seja, aquilo que deveria e ainda deve ser feito não é! E se surgirem outros casos, o que será feito? Como o Estado de MS vem tratando quem apresenta doença mental? Esse é o ponto.... o resto é "conversa mole", é fugir do problema.
 
Roberto Ferreira Filho em 30/04/2013 14:30:46
Conheço algumas clínicas excelentes, que podem servir para este servo, inclusive darei alguns endereços. No bairro Sato Amaro, perto da Área do Papa. Na Av. Zahran com a A. calógeras, na Coronel Antonio, próximo ao CEASA ou na saída de Rochedo, num local conhecido como inferninho. Tenho certeza que em qualquer lugar destes ele estará muito bem.
 
José Fernandes de Moura em 30/04/2013 10:54:16
É isso ai Samuel é muito fácio colocar um fim nessa história... Ai me vem esse povo dos "Direitos Humanos"... só é mesmo para esses sem oque fazer.. e esse povo do tal dos "Direitos Humanos" vão dar uma passeada nas favelas e áreas mai pobres que lá estaram exercendo tal trabalho.
 
HELTON MAXIMO em 30/04/2013 10:32:53
ELE É DOENTE,E ACREDITO Q NAO TEM CURA, QM FAZ UMA VEZ,FAZ DUAS, TRES,MEU DEUS Q HORROR!!!.
MAS ESTE DELINQUENTE JAMAIS PODERÁ SER LIVRE, COMO PODE TER CERTEZA, QUE NAO IRÁ VOLTAR FAZER TAL BARBARE?
TEM QUE TRANCAFIA-LO E JOAGAR A CHAVE FORA.
 
Ruth Antunes em 30/04/2013 10:22:52
O olhar dele mete medo
 
ELIO SANTOS em 30/04/2013 10:17:01
"Penso que esse jovem ainda tem jeito.Coloquem o ECA embaixo do braço dele e o envie ao famigerado Conselho Tutelar pra receber conselhos daquelas conselheiras toda maquiada e de salto alto...É lindo!!" Conselho de verdade: PMs,GARRAS e CIGCOE,cuidado! Numa dessa ele pode "reagir" e tentar contra a vida de vcs e num ato de legitima defesa,os homemns da lei tem que se defender usando os "recursos" que tem...entendeu? Não??? MANDEM ESSE LIXO PRO ESPAÇO!!!!
 
samuel gomes-campo grande em 30/04/2013 10:08:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions