A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

28/09/2015 14:24

Governo vai colocar quebra-molas e lombadas eletrônicas em anel viário

Diretor da governadoria regional disse que serviço começa imediatamente; índios de Dourados prometem novo bloqueio se acordo não for cumprido

Helio de Freitas, de Dourados
Índios conversam com deputados e representantes do governo; quebra-molas serão instalados em trecho do anel viário (Foto: Eliel Oliveira)Índios conversam com deputados e representantes do governo; quebra-molas serão instalados em trecho do anel viário (Foto: Eliel Oliveira)

Para reduzir a velocidade de carros e caminhões e tentar evitar acidentes, o governo do Estado vai instalar quebra-molas como medida emergencial no trecho do anel viário próximo à reserva indígena de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Numa segunda etapa os quebra-molas serão substituídos por lombadas eletrônicas.

Veja Mais
Índios liberam trânsito no anel viário depois que Reinaldo garante sinalização
Protesto de índios continua e bloqueio atinge três pontos do anel viário

A decisão foi anunciada na manhã desta segunda-feira (28) por técnicos da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e do Detran a representantes dos moradores das aldeias Bororó e Jaguapiru. A conversa ocorreu no meio da pista, no trecho bloqueado pelos índios na semana passada após a morte de Miguel Britos, 55, morador na aldeia Bororó.

De acordo com o diretor da governadoria regional, Valdenir Machado, a instalação dos quebra-molas de forma imediata foi a solução encontrada para atender à reivindicação dos índios até a colocação dos equipamentos eletrônicos, serviço mais complexo, já que é preciso inclusive levar energia elétrica ao trecho do contorno rodoviário entre a MS-156 e a Avenida Guaicurus.

“A Agesul começa de imediato a colocar os quebra-molas. Em seguida o Detran vai instalar as lombadas eletrônicas. Serão de quatro a cinco equipamentos”, afirmou Valdenir Machado. Índios que participaram da reunião reafirmaram que se o compromisso não for cumprido a estrada será novamente bloqueada.

Além de Valdenir e dos técnicos da Agesul e do Detran, estavam presentes os deputados estaduais Zé Teixeira (DEM) e José Carlos Barbosa (PSB), o presidente da Câmara, Idenor Machado (DEM), o vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB) e os vereadores Pedro Pepa (DEM) e Aguilera de Souza (PSDC).

Índios em volta de representantes do governo e deputados, em trecho do anel viário que passa ao lado da aldeia Bororó (Foto: Eliel Oliveira)Índios em volta de representantes do governo e deputados, em trecho do anel viário que passa ao lado da aldeia Bororó (Foto: Eliel Oliveira)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions