A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

08/02/2012 07:26

Grupo de haitianos é localizado em Ivinhema à procura de trabalho

Francisco Júnior

São 21 haitianos que chegaram no Brasil há pelo menos 2 meses

Grupo está à procura de trabalho. (Foto: Rádio Ativa)Grupo está à procura de trabalho. (Foto: Rádio Ativa)

Além do Acre, Mato Grosso do Sul também se tornou rota de chegada de refugiados haitianos. Um grupo de 21 haitianos chegou na última semana em Ivinhema, cidade distante 282 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o site Nova News, apenas um deles, identificado pelo nome de Henrique, 29 anos, fala português. Ele contou que grupo chegou ao Brasil há pouco mais de dois meses e veio trabalhar na construção da usina sucroalcoleira Ivinhema.

De acordo com dados do governo brasileiro, cerca de 4 mil haitianos chegaram ao Brasil depois do terremoto e em janeiro houve a regularização de 2,4 mil imigrantes, que receberão vistos de trabalho. O exército brasileiro lidera o contingente militar presente em tropas de missões humanitárias da Organização Mundial das Nações Unidas (Onu) no Haiti.

Idoso sofre sequestro relâmpago por supostos vendedores na fronteira
Idoso de 61 anos e brasileiro, sofreu um sequestro relâmpago na manhã deste domingo (4), enquanto descia do seu veículo para realizar compras no lado...
Concurso Beleza Negra acontece na próxima sexta-feira em Dourados
A cidade de Dourados - que fica a 233 km de Campo Grande - recebe na próxima sexta-feira (9), a partir da 19h, a primeira edição do Concurso Beleza N...



tenho uma pousada e queria contratar uma mulher haiatiana que tenha marido e filho marido pode trabalhar fora se alguem souber de alguem com este perfil me ligue 15 3017 6127
 
joana araujo em 12/02/2012 04:48:38
Parabens a empresa, é preciso ajudar o próximo, pra Deus não existe haitianos ou brasileiros, somos todos iguais!!!
 
daniela rodrigues em 09/02/2012 01:45:15
Exatamente Carlos, tem que haver controle. Fui imigrante legal na Europa e não facilitaram nada nossa vida por lá. Somos um país como qq outro e não casa de caridade. Realmente não é preconceito é realidade em experiência própria. Poderíamos tentar "ajudar" o país Haiti e não apenas poucos que cá conseguiram chegar! Que DEUS os abençõe.
 
Cíntia Menegazzo em 08/02/2012 11:33:17
No Mato Grosso do Sul sempre recebemos estrangeiros de todas as mais diversas nacionalidades, porque não os haitianos também. Se olharmos nossa colonização, eles já vieram para ká a muito tempos atrás e graças a DEUS e depois de muita luta eles terão direitos trabalhistas no Brasil. Só tenho a aplaudir vcs.
 
Walter Gomes de Sousa em 08/02/2012 11:16:47
Parabens a empresa que os contratou. Afinal sao seres humanos a procura de trabalho, e tanto se fala em nao ter mao de obra.
 
Paulo Pereira em 08/02/2012 11:12:00
Deixa eles trabalharem, todo mundo reclama da falta de mão de obra, talves seja a solução de um futuro para eles e para as empresas que vivem implorando por trabalhadores.
 
Itamar Fernandes em 08/02/2012 09:49:33
Tem de haver controle na entrada dos Haitianos no Brasil, já basta os nossos problemas internos, importar miséria sempre foi mal negócio, um exemplo é os imigrantes em São Paulo e Rio que sem ter onde morar, fizeram surgir nas cidades um mar de favelas, é um ciclo vicioso que só trás chagas sociais, não é preconceito é realidade, sem contar que ninguém sabe o histórico(no Haiti) desse pessoal.
 
Carlos Moura em 08/02/2012 09:38:34
Bom dia, sou Gerente de RH da empresa TR&M Engenharia com sede em Campo Grande e gostaria de esclarecer que os 20 haitianos que se encontram em Ivinhema foram recrutados pela nossa empresa em Porto Velho-RO através de contato com a assistencia social da Prefeitura , eles não foram a Ivinhema ém busca de trabalho, ao todo a empresa contratou 21 sendo que 1 deles está na obra em Costa Rica.
 
REGIANE HERNANDES em 08/02/2012 08:44:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions