A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

09/09/2013 16:33

Grupo inicia pesquisa para definir valor das terras indígenas em Sidrolândia

Edivaldo Bitencourt
Indígenas chegam para reunião com produtores e técnicos do Governo em Sidrolândia (Foto: Divulgação)Indígenas chegam para reunião com produtores e técnicos do Governo em Sidrolândia (Foto: Divulgação)

Um grupo de trabalho, formado por técnicos da Agraer (Agência Estadual de Desenvolvimento Agrário) e da SPU (Secretaria do Patrimônio da União), inicia, amanhã (10), os estudos para definir o valor da indenização das terras indígenas da reserva Buriti, em Sidrolândia, a 70 quilômetros.

O começo do levantamento foi definido em reunião realizada hoje no Centro de Múltiplo Uso em Sidrolândia, que reuniu produtores rurais, índios e os representantes da Agraer, Humberto Maciel, da SPU, Carlos Pussolli Neto, e da Funai (Fundação Nacional do Índio), Marco Aurélio Tosta.

Eles definiram que o levantamento começa amanhã. No entanto, o grupo de trabalho vai visitar as 31 fazendas a partir de segunda-feira. Eles deverão concluir o levantamento em novembro deste ano.

Este levantamento vai estabelecer o preço das áreas, incluindo a terra nua e benfeitorias. Estima-se que a área pode custar em torno de R$ 150 milhões. No entanto, índios e produtores rurais estão céticos sobre o resultado do grupo criado pela presidente Dilma Roussff (PT) para solucionar o problema da luta pela terra na Reserva Buriti.

Jânio Geraldo, representante dos índios, disse que o grupo está cansado de enrolação da União. No entanto, eles não querem mais a morte de nenhum indígena na luta pela terra, como aconteceu com Oziel Gabriel Alves, no dia 30 de maio deste ano, quando houve confronto com a polícia durante a desocupação.

Já os produtores temem a falta de dinheiro pelo Governo federal, como foi apresentado pelo produtor rural Lincon Curado.
Os índios ameaçam bloquear a BR-163, entre Campo Grande e Bandeirantes, caso a situação não chegue a uma resolução definitiva.

Apuração no HR conclui que não houve 'falha ética' em mortes no local
Uma investigação interna realizada pela direção do HR (Hospital Regional) de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande para apurar a mo...
Carreta da Justiça oferecerá serviços a partir do próximo dia 13
Carreta da Justiça, programa do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) que oferece serviços do judiciário de forma gratuita, chegará ao mun...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions