A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

05/01/2015 11:45

Guarda mantém monitoramento por câmeras em praça da área central

Helio de Freitas, de Dourados
Sistema de vigilância por câmeras, instalado durante programação de Natal, será mantido na Praça Antonio João (Foto: Eliel Oliveira)Sistema de vigilância por câmeras, instalado durante programação de Natal, será mantido na Praça Antonio João (Foto: Eliel Oliveira)

O sistema de vigilância por câmeras, instalado nos arredores da Praça Antonio João, será mantido pela Guarda Municipal de Dourados, a 233 km de Campo Grande. De acordo com a prefeitura, o objetivo é aumentar a segurança da população na área central, onde fica a maioria das agências bancárias da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Veja Mais
Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Desaparecida há dois dias, jovem é encontrada morta às margens da MS-427

Conforme o comandante da Guarda Municipal, João Vicente Chencareck, as três câmeras instaladas em pontos estratégicos da praça passam a ser monitoradas pela central de gerenciamento, instalada na sede da corporação, próximo ao terminal rodoviário. Doadas por um empresário da cidade, as câmeras filmam em 360° com alta resolução e zoom de grande aproximação.

Além das câmeras da praça, a central de gerenciamento monitora também os sete equipamentos instalados na sede da prefeitura, na Avenida Coronel Ponciano. Três guardas permanecem o tempo todo no local, onde funcionam também sala de rádio e o telefone 199.

Vicente informou que o projeto da prefeitura é aumentar o número de câmeras instaladas na cidade. Segundo ele, durante a programação de Natal não ocorreu nenhum incidente grave na área monitorada, o que reforça a importância do sistema de vigilância, que facilita o trabalho dos guardas.

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions