A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

07/07/2015 23:35

Homem morto em sequestro e troca de tiros era procurado em São Paulo

Thiago de Souza e Hélio Freitas (Dourados)
Clailton Morais Galdino era procurado pela polícia de Araçatuba. (Foto: Leo Veras)Clailton Morais Galdino era procurado pela polícia de Araçatuba. (Foto: Leo Veras)
Renato Rosa (roxo) e Evandro Zamurio também foram presos na ação. (Foto: Leo Veras)Renato Rosa (roxo) e Evandro Zamurio também foram presos na ação. (Foto: Leo Veras)

Clailton Morais Galdino, 29 anos, morreu durante a troca de tiros com a Polícia Civil, na tarde desta terça-feira (7), na MS-384, em Ponta Porã. De acordo com a polícia, ele é um dos quatro suspeitos de ter roubado e sequestrado um empresário, de 54 anos, em Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande. Ele era procurado pela polícia de Araçatuba-SP. 

Veja Mais
Rastreador de celular foi fundamental para que empresário pudesse ser encontrado
Policiais resgatam empresário sequestrado e ferem um dos bandidos

O empresário Mario Rubens Ferraz de Paula foi sequestrado enquanto estava em sua caminhonete na manhã desta terça-feira. Policiais informaram, que no momento em que o automóvel foi localizado, os suspeitos confrontaram a polícia e houve uma troca de tiros.

Renato Rosa Galdino, 26 anos, e Evandro Carvalho Zamurio, 22 anos, foram presos e encaminhados para Delegacia de Polícia de Ponta Porã. Uma adolescente de 16 anos foi apreendida e também levada à delegacia. Renato é fugitivo da Cadeia Pública de Bela Vista-MS. 

Além da Polícia Civil equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Polícia Militar (PM) e Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE) foram mobilizadas para investigar o caso.

Conforme o registro policial, no momento da abordagem, a vítima lutou contra os suspeitos. Logo em seguida, os suspeitos entraram no automóvel da vítima e saíram do local "cantando os pneus".

Ainda de acordo com a polícia, várias ligações foram feitas para o celular da vítima, mas nenhuma foi completada. O caso foi registrado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions