A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

01/10/2012 19:28

Homem preso com fuzis e maconha na fronteira é policial federal

Nyelder Rodrigues e Nadyenka Castro

O homem de 36 anos preso no domingo (30) pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) com 70 quilos de maconha, dois fuzis calibre 762 e uma pistola na BR-463, em Ponta Porã, é policial federal.

Veja Mais
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
Missão conjunta irá apurar violações de direitos humanos com índios de MS

Conforme apurado pela reportagem, o policial trabalha no estado de Rondônia. Além dele, outras três pessoas foram presas, duas delas em uma apreensão feita duas horas antes.

A primeira apreensão foi de 150 quilos de maconha, por volta das 6h. Policiais abordaram um Fiat Strada, de placas de Embu das Artes (SP), e verificaram que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) apresentada pelo motorista, de 48 anos, tinha indícios de adulteração.

Diante da situação, os policiais vistoriaram o veículo e encontraram os diversos tabletes da droga. O condutor dele foi preso, além do motorista de um veículo Astra, placas de São Vicente (SP), dirigido por um homem de 45 anos, autônomo, que servia como batedor.

Já por volta das 8h, foram apreendidos os 70 quilos de maconha, dois fuzis calibre 762 e uma pistola com o policial federal. Tudo era transportado em uma picape Montana, de placas de São Paulo, que tinha como passageiro outro homem de 31 anos. O entorpecente e os fuzis estavam escondidos no veículo, enquanto a pistola era portada pelo policial. 

O total de maconha apreendido foi de 220 quilos. Tanto a droga, como os três veículos apreendidos, e os quatro homens presos, foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



Não existe policial bandido e sim bandido infiltrado no meio policial.
 
Francisco Lima em 02/10/2012 09:46:30
tem QUE TER PUNIÇÃO SEVERÍSSIMA,,,, mal exemplo para um cara que ganha bemmm e que não tem necessidades de debandar para criminalidade
 
MATEUS COSTA em 01/10/2012 20:03:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions